Blog do Polli
  

CORRENDO ATRÁS

            Uma qualidade deve ser reconhecida no ex-prefeito Paulo Cesar Silva, além de ser bom de campanha, é do tipo que corre atrás dos seus objetivos políticos. Nos últimos dias, o moço tem se dedicado a juntar apoio para poder viabilizar sua candidatura a prefeito e já conseguiu unir em torno do seu nome, pelo menos cinco pequenos partidos, além do PSB que tirou das mãos do ex-vereador Marcus Togni, que dormiu no ponto e acabou perdendo o comando da sigla.

            A convite do líder máximo dos tucanos em Poços, Carlos Mosconi, o ex-prefeito deve sentar para uma conversa com o ex-deputado e ouvir dele convite para retornar ao grupo, mas já avisou que não retorna volta nas condições que seu ex-parceiro de prefeitura, Sebastião Navarro, quer impor.

            “Para me eleger vereador não preciso voltar ao grupo, me elejo sozinho”, diz o ex-prefeito que quer sentar a mesa e discutir de igual para igual com os “coronéis”, com quem está rompido desde a eleição passada.

            Com a administração catastrófica do petista Eloisio Lourenço, o ex-prefeito tem sido elogiado por muita gente que pede a sua volta ao comando da prefeitura.

xxxxxxx

Pelo menos mais dois conselheiros do DME estão garantindo que não aprovam qualquer tentativa de alteração na ata da assembleia que aprovou o lucro da distribuidora em 2014.

xxxxxxxxxx

FILIAÇÃO DISPUTADA

            Enquanto não vence o prazo para definição das filiações partidárias, os pré-candidatos garimpam apoio de todo lado em busca de nomes para concorrer a prefeito e também compor a chapa de vereadores.

            Entre as filiações mais cobiçadas está a do engenheiro Cicero Machado de Morais, que está a meio caminho do PMDB, embora esteja sendo cortejado também pelo PSD do deputado Geraldo Thadeu e o PPS da vereadora Regina Cioffi.

            Por enquanto o ex-diretor do DME não decidiu seu destino político, embora não descarte entrar na disputa por um cargo majoritário. Sua preocupação de momento é a bagunça generalizada que virou o DME após a direção das empresas ser entregue nas mãos de incompetentes.

            A próxima batalha do ex-diretor será impedir um novo aumento na tarifa de energia no ciclo tarifário que tem audiência pública marcada pela Aneel para o próximo dia 3 de setembro, no auditório do Pálace Casino.

xxxxxxx

Os vereadores deveriam incluir no regimento interno do legislativo uma cláusula obrigando expediente integral para aqueles que quiserem disputar a presidência da Casa, com desconto no salário nas faltas não justificadas. Tivesse essa exigência em vigor, a presidente Regina Cioffi já teria seu salário reduzido em pelo menos 50%.

xxxxxxxxx

POÇOS EM MARCHA Á RÉ

            Foi-se o tempo em que Poços de Caldas era o município que mais crescia na região. Dados divulgados pelo IBGE mostram que a cidade já não cresce como antes, perdendo terreno para as duas principais concorrentes: Pouso Alegre e Varginha. Enquanto a cidade de 2014 para 2015 cresceu apenas 0,7% em seu núcleo populacional (de 162.379 habitantes, para 163.677,07), Pouso Alegre teve sua população aumentada em 1,2% (de 142.073 para 143.848) e Varginha com variação de 0,8% (de 131.269 para 132.353).

            Justifica o slogan de qualquer candidato em 2016, “vote em fulano de tal para que Poços Volte a Crescer”



Escrito por Blog do Polli às 06h54
[] [envie esta mensagem] []


 
  

LINHA INDIRETA

            - Trrrrinnnn... trrriinnnn...

            - Alô!

            - Bom dia! É do gabinete?

            - É. Quem tá falando?

            - É o Ronaldo.

            - Junqueira?

            - Não moça, o Junqueira foi morar no céu.

            - Há! Que pena! Ela era tão bão como prefeito, a cidade era uma maravilha, tudo arrumadinho, não faltava nada, tinha emprego, escola, merenda boa nas escolas, saúde, tudo certinho.

            - Verdade. O Eloisio está?

            - Num sei moço, eu só tô fazendo a faxina no gabinete, a secretária foi toma um lanchinho, já volta.

            - Por falar em lanche, é verdade que as crianças das creches vão ficar sem comer?

            - Não moço. Nas creches a comida é do Promae, coisa boa, eles mesmo fazem a comida, o problema é na merenda terceirizada, do ensino fundamental, lá é que vão cortar um pedaço tão dizendo por aí.

            - Tá feia a coisa hein?

            - Virge!!! Nem te digo, Mas deixa eu fala baixo, porque senão o seo Posso escuta e aí já viu, né? Ele é nervosinho, é secretário de governo, mas não entende nadinha do assunto, não sabe fazer ó com o fundo do copo. Dizem que é bom dentista e até arranca dente sem dor.

            - E o prefeito?

            - Tadinho, dá até dó. É gente boa, mas também sabe nadinha, vive fazendo das tripas coração, mas tá mais perdido que cego em tiroteio. Quebrô a prefeitura, num paga ninguém, na sala do Nestor, a fila já tá grande.

            - Quem é o Nestor?

            - O da Fazenda. É outro que num sabe nada, chegou aqui com uma tar de Amadeus e virô secretário. Num é que outro dia ele perguntou prá mim onde fica a rua Assis?

            - Cortar merenda das crianças é que pecado, hein?

            - Pois é moço, por enquanto ainda tem bolacha, mas do jeito que vai, num demora o prefeito vai tira até a bolachinha das crianças. E o nosso pagamento, então? Vai acabar faltando dinheiro, sem fala no plano de saúde que ele não paga o instituto. Morro de medo de ficar sem o plano, sabe como é, a gente ganha pouco, mas o plano salva a pele, né? Sem ele vou ter que cair no tar de Sus.

            - Falam que tá faltando até tinta e papel nas impressoras.

            - Isso não é nada. Já tamô reaproveitando o pó duas veiz pra faze café e do jeito que vai, logo, logo vamos tê de usa o paper higiênico dos dois lados.

            - E o vale-alimentação como ficou?

            - Subiu, mas pelo que ouvi dizer, não vai sair no pagamento deste mês, falaram que não deu tempo de prepara, mas eu acho é que fartou dinheiro mesmo, né?

            - Nossa! Desse jeito o homem tá ferrado.

            - É. Mais é pena, ele é bonzinho, eu tenho uma amiga que é excluída, sabe aquele povo que mora na rua? Então... mais acho que ela logo vai sê incluída, tá de olho, esperando uma vaguinha aqui na prefeitura.

            - É mesmo?

            - Olha a secretária tá chegando, vou chamar ela, tá?

            - Obrigado. Não precisa, eu só queria falar com o prefeito prá ver se ele me paga, como a senhora disse que a fila tá grande, depois eu ligo. Tchau.

            - Tchau. 

xxxxxxxx

A crise é grave e a saída é uma só: transferência de recursos do DME, sem isso, não haverá solução. Quem viver, verá.



Escrito por Blog do Polli às 06h54
[] [envie esta mensagem] []


 
  

MENTIRA...

            ...tem perna curta. Como forma de protesto pelo atraso nos pagamentos, a empresa S.H.A. alterou o cardápio da merenda escolar servida aos alunos da rede pública e retirou parte da alimentação que vinha sendo servida.

            O secretário de governo Fernando Posso, em entrevista a EPTV disse que não estava ocorrendo nada de anormal com a merenda, apenas o cardápio é que sofreu algumas alterações porque estava havendo “desperdício”.

            A reportagem entrevistou várias coordenadoras das unidades de ensino afetadas pela medida, alunos e mães de alunos e constatou que as crianças estão achando falta dos alimentos que foram retirados.

            Hoje o Jornal de Poços estampa em manchete, reunião de servidoras que trabalham nas escolas com a direção do sindicato da categoria, reclamando que por falta de pagamento a empresa retirou também as funcionárias que faziam a limpeza dos refeitórios, trabalho transferido para as servidoras.

            Será que o abandono da limpeza também faz parte da “readequação” do cardápio, como disse o secretário? Outra pergunta: como foi retirada parte da merenda e a limpeza dos refeitórios agora é feita pelo pessoal da prefeitura, a S.H.A. continuará a receber o mesmo valor estabelecido no contrato?

xxxxxxx

Sebastião Navarro, Geraldo Thadeu e Tereza Navarro foram vistos almoçando ontem em um restaurante da cidade. O papo, segundo o garçon, estava animado e a pedida de sobremesa foi café adoçado com açúcar União.

xxxxxx

PASSA O RODO

A foto foi tirada ontem, logo após uma chuvinha. O piso da Praça dos Macacos acaba de passar por uma “reforma” segundo o que foi divulgado pela prefeitura. Para evitar o alagamento é melhor reabrir os buracos ou manter de plantão uma equipe para passar o rodo, né mesmo? (facebook Carlos Alberto Forlin).

xxxxxxxx

Um vereador reclamou que estão querendo atrelar seu voto na alteração da lei do DME ao pagamento de uma dívida da prefeitura com um parente que tem comércio no ramo de papelaria.

xxxxxxxx

FRASES DA SEMANA

“Vamos cortar as frutas e o bolo, e não vamos fazer mais a limpeza dos refeitórios, corremos o risco de ser demitidas se a prefeitura não pagar a S.H.A.”, Paula Estefânia Brunelli, cozinheira; “Estamos apenas fazendo uma readequação no cardápio”, Fernando Posso, secretário de governo; “Quando o grupo estava unido eu era deputado, o Geraldo era deputado e o Paulinho prefeito, ele (Paulinho) brigou e perdemos tudo”, Carlos Mosconi, ex-deputado; "A mulher abre o negócio, tem seus filhos, cria os filhos e se sustenta, tudo isso abrindo o negócio", presidente Dilma Rousseff; “Estou muito chateado porque não consegui limpar o rio da João Pinheiro”, Zéquinha Muniz, secretário de Serviços Públicos; “Sabe duma coisa, o Navarro não me assusta”, Sérgio Krisanski, pré-candidato a prefeito pelo PSD; “Essa administração é uma catástrofe”, Paulinho Courominas; “Vai sair sim”, Paulo Tadeu desmentindo boatos sobre atraso no pagamento do funcionalismo; “Foi copiada usando o CtrlC/CtrlV da prefeitura de Mariana”, Nelson Gonçalves Filho, presidente do Clube de Engenharia sobre a ata de adesão, utilizada para contratar a empresa Projeta; “Onde o Navarro estiver eu não estou e se o Sérgio da Coopoços for candidato, eu não fico com o grupo”, Paulinho Molinari; “O blog do Polli é igual Papai Noel, ninguém acredita”, Aldo Foltz Hanser, secretário de obras. “O Aldo é apenas figura decorativa, quem manda é o sub”. De um engenheiro que trabalha na secretaria de obras.

NA RUA PEDRO GALHA

Retrato de uma administração que acabou sem nunca ter começado.

RODAPÉ

Estamos fechando o mês de agosto com novo recorde de acesso ao blog. E a rádio conquista cada vez mais ouvintes que gostam de ouvir boa música, além de anunciantes de primeira linha, como a Caixa Econômica Federal, Aviança, Amortecedores Cofap e outros que, felizmente, estão aderindo. Chato, né? Os dados estatísticos (verdadeiros e sem maracutaia), estão à disposição, é só pedir que enviaremos por e-mail. Bom final de semana.



Escrito por Blog do Polli às 06h53
[] [envie esta mensagem] []


 
  

SUJANDO O POLEIRO ALHEIO

            Em qualquer administração com um mínimo de seriedade, o subsecretário de obras públicas, Carlos Lucio, já teria sido demitido já que partiu dele a “brilhante” sugestão para que a prefeitura contratasse, através de uma ata de adesão, o escritório de engenharia Projeta, resultando na abertura de uma ação civil pública contra o chefe do executivo e dois secretários..

            Mas o prefeito fez exatamente o inverso, decidiu contratar, através do DME, um projeto de sua autoria para a revitalização da Rua Marechal Deodoro e ainda o nomeou como responsável técnico pelas obras, ou seja, o subsecretário vai fiscalizar a execução do próprio projeto.

            Engenheiros lotados na secretaria que Carlos Lúcio comanda, não economizam críticas a sua pessoa, um profissional que gosta de contar vantagem dizendo que saiu da sua região (Nova Lima) e foi convidado a trabalhar na prefeitura de Poços porque seu currículo é invejável, além de ser amigo de poderosos empreiteiros, um deles dono da conhecida Global, de triste lembrança, encarregada da pela primeira reforma das Thermas Antonio Carlos, por coincidência, na primeira gestão petista.

            Carlos Lúcio naquela época trabalhava como responsável técnico pela reforma e revitalização do Grande Hotel de Araxá, que também pertence a Codemig e que deu muito pano prá manga. O engenheiro antes de vir para Poços prestou serviços à prefeitura de Pouso Alegre, cidade administrada por petistas, onde não deixou saudades.

O mais estranho no episódio no caso da Projeta, sugerida por Carlos Lúcio, através de ata de adesão, um sistema inédito na prefeitura local, é que o titular da secretaria Aldo Foltz Hanser, engenheiro tido como sério e respeitado e que já ocupou cargos de direção em outras administrações, tenha cedido a pressão e concordado com este tipo de contratação.

Ao avalizar o contrato, Aldo não só decepcionou seus colegas e aqueles que o conhecem de longo tempo e ainda corre o risco de ser punido, caso as denúncias de improbidade administrativa sejam comprovadas pela justiça.  

Vamos aguardar os acontecimentos, torcendo para que o engenheiro que tem comportamento parecido com uma ave de arribação, não suje no poleiro alheio.

xxxxxx

Os vereadores mais presentes em seus gabinetes, normalmente em dois períodos durante o dia: Antonio Carlos Pereira, Paulo Tadeu, Flavio Faria e Joaquim da Farmácia.

xxxxxxx

TURBULÊNCIA NO DME

            Segundo informações com origem interna, o ambiente nas últimas horas, pelos lados da diretoria do Departamento Municipal de Eletricidade é de turbulência, com muito corre-corre e reuniões constantes a portas fechadas.

            A movimentação teria origem na divergência entre o gabinete do prefeito e a direção das empresas por conta da necessidade de novos repasses de recursos para sanar compromissos inadiáveis do governo, entre eles, com o funcionalismo.

            O ambiente hostil teria causado inclusive o pedido de afastamento de dois membros do Conselho de Administração da DME Participações. O clima anda pesado, segundo confidências de uma fonte ligada a área administrativa.

            A pressão exercida pelo gabinete estaria encontrando resistência no presidente João Deom e em dois diretores de carreira que teriam se recusado a assumir um novo repasse sem respaldo legal, mesmo tendo como justificativa a informação que a responsabilidade final ficaria com o Conselho.

            Vereadores de oposição e membros do Conselho de Contribuintes e a direção estão sendo informados de toda movimentação e um passo fora do tramite legal poderá se transformar em sério problema para os envolvidos.

            A estratégia do executivo seria a de retificar ata de assembleia realizada pelo Conselho e aprovada por unanimidade, descontingenciando o recurso provisionado para pagamento da multa aplicada pela Receita Federal. O Carf praticamente anulou a multa.

Como houve resistência dos dois conselheiros, (um deles já afastado oficialmente) podem ser substituídos pelo Procurador Geral, Dalmo da Silveira e pelo Secretário de Planejamento, Rodrigo Reis. Cogitou-se até mesmo a troca de um dos servidores de carreira que ocupa cargo de chefia, pelo secretário de governo, Fernando Posso.

            A “contabilidade criativa” permitiria que o recurso que estava provisionado seja transformado em lucro com a distribuição de dividendos, o que renderia para a prefeitura a transferência de R$ 45 milhões.

            Ocorre que o provisionamento existe apenas em termos contábil e quando do cancelamento da multa, este recurso retornou ao caixa, não sendo, portanto, considerado como lucro no exercício de 2014.

            Outra saída que estaria sendo cogitada é o rebaixamento de capital, nos moldes em que ocorreu na administração anterior. Só que agora existe um problema, os vereadores incluíram na Lei Orgânica, artigo que obriga aprovação do legislativo para que isso seja feito. Neste caso o executivo teria que enfrentar uma segunda batalha, altamente desgastante e de resultado incerto já que a base governista na Câmara Municipal está fragilizada e a aprovação depende de 2/3 dos vereadores, ou seja, 10 votos favoráveis.

            Como forma de pressão sobre a Câmara, a administração pode utilizar o argumento de que está atrasando pagamentos a entidades conveniadas e aos fornecedores, prejudicando inclusive a merenda dos alunos da rede municipal e obrigando ao fechamento de entidades e creches.

            Tudo leva a crer que teremos uma semana de muita movimentação e fortes emoções pelos lados da casa amarela da Av. Francisco Salles.

xxxxxxx

Os mais ausentes: Rogério Andrade, José Maria e Regina Cioffi.

xxxxxx

CICLO TARIFÁRIO

            Ainda sobre o DME. Está agendada para o próximo dia quatro de setembro, no auditório do Pálace Casino, a audiência pública com vistas a discussão em torno do reajuste do ciclo tarifário, que entrará em vigor no final de outubro. A audiência contará com a presença de dirigentes da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

            A direção da distribuidora pleiteia um reajuste em torno de 13% no preço da tarifa, enquanto que o Conselho de Contribuintes promete lutar pelo reajuste zero e até pelo abaixamento do preço, baseado em estudo de uma consultoria contratada para analisar o pedido de aumento.

            Por se tratar de um assunto que interessa a toda população e em especial aos empresários e comerciantes, espera-se a presença de representantes das entidades de classe na audiência.



Escrito por Blog do Polli às 08h12
[] [envie esta mensagem] []


 
  

CANDIDATO DEFINIDO

            Carlos Mosconi esteve ontem no programa Canal Aberto da TV Poços, onde declarou que não passa pela sua cabeça ser candidato a prefeito em Andradas e muito menos em Poços de Caldas, onde o seu partido, o PSDB, já tem como definida a candidatura do engenheiro Sérgio da Coopoços.

            O ex-deputado não poupou críticas a atual administração e sobre a união do grupo do qual faz parte, admitiu conversa com alguns partidos e lideranças, entre elas, o ex-prefeito Paulinho Courominas.

xxxxxxx

Ate ontem, pelo menos um conselheiro já havia solicitado oficialmente o afastamento do Conselho de Administraçao do DME: Ronaldo Garcia.

xxxxxxxx

ERA O QUE FALTAVA...

O coronel Lima, secretário de Defesa Social, vai gostar de saber que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou nesta quarta-feira, em caráter terminativo, projeto de lei que permite que agentes de trânsito tenham porte de arma de fogo. Se não houver recurso, o texto segue direto para o Senado. O porte depende ainda de Estados e municípios regulamentarem sua concessão. A permissão também está condicionada à formação para porte de arma de fogo e a exames psicológicos, que devem ser regulamentados e supervisionados pelo Ministério da Justiça.

            Era tudo que o secretário queria. Ou não?

ROLANDO O LERO

            Os servidores municipais receberão o ticket do vale alimentação referente ao mês de agosto ainda sem o reajuste, segundo o que foi anunciado na tarde de ontem pela administração. A justificativa é que a Câmara Municipal aprovou o reajuste apenas na sessão de terça-feira e não houve tempo hábil para incluir o aumento este mês.

            Desculpa das mais esfarrapadas já que foi a própria administração quem atrasou, sem motivo, o envio da mensagem ao legislativo com o reajuste e mesmo assim, com a certeza de que a mensagem seria aprovada, poderiam ter incluído o novo valor no pagamento do mês que deve ser liberado no dia 31, segunda-feira.

            Com o pagamento será retroativo a maio, serão cinco meses de diferença R$ 125,00 para cada servidor, qualquer coisa em torno de R$ 500 mil a mais na folha de setembro. Na pindaíba que anda a prefeitura, muita grana.



Escrito por Blog do Polli às 08h12
[] [envie esta mensagem] []


 
  

ADMINISTRAÇÃO SOB SUSPEITA

            Até agora, ou melhor, até a contratação do escritório de engenharia Projeta, a administração comandada pelo prefeito Eloisio do Carmo Lourenço foi marcada pela inexperiência e incompetência do chefe do executivo e sua equipe.

Até mesmo algumas contratações desnecessárias e mal explicadas, como foi o caso da FFX no início do governo, para prevenir ameaça de epidemia de dengue que nunca existiu, ou consultorias que não servem para coisa alguma e mesmo o rompimento do contrato com a empresa que fazia a coleta de lixo, substituída por outra pelo dobro do preço, tudo isso acabou sendo debitado na conta de um prefeito bonzinho, porém inexperiente no trato da coisa pública.

Já a celebração do contrato com a Projeta Consultoria e Serviços Ltda. sem licitação, copiando uma Ata de Adesão, junto à prefeitura de Mariana, este é um caso que levanta suspeita sobre o governo petista porque nada justifica gastar R$ 5,7 milhões com projetos que o corpo técnico da prefeitura está capacitado a fazer e pelo que se viu até agora dos projetos apresentados, muito melhor que o escritório contratado.

Numa fase em que a prefeitura está necessitando cortar até a merenda das crianças e deixando paralisar serviços prestados em unidades de ensino e entidades beneficentes, porque não tem dinheiro para pagar a empresa fornecedora de alimentos e repassar recurso de convênios, não há como justificar o empenho de R$ 700 mil para a Projeta.

A suspeita de irregularidade na contratação e de superfaturamento no preço dos projetos foi denunciada ao Ministério Público pelo Clube de Engenharia, Adismig e pelo vereador Marcos Sansão. A promotora do caso, Gabriela Souza Lima entendeu que a denúncia tem fundamento e merece ser investigada. Remeteu o inquérito para o Judiciário que acatou a denúncia, transformada em ação civil pública, onde o prefeito, o assessor jurídico, o secretário de obras e seu adjunto, serão ouvidos e terão que esclarecer tin-tin por tin-tin o porquê desta contratação.

O descaso na contratação foi tanto que copiaram até item da Ata de Adesão, da prefeitura de Mariana, onde diz que os trabalhos apresentados pela contratada terão que ser aprovados pelo Instituto de Patrimônio Histórico e por este motivo custam mais caros.

Segundo o presidente do Clube de Engenharia, Nelson Gonçalves Filho, a contratação também não especifica quais as obras a serem projetadas e ainda cobra pela entrega de cópia do projeto R$ 396,00, quando o preço máximo em Poços não passa de R$ 24,50.

A suspeita de que existe algo de errado fica mais fortalecida quando o prefeito convoca uma coletiva para anunciar a construção de um prédio para abrigar o “futuro” centro administrativo na área onde do Complexo Santa Cruz, condenado pela corrosão da sua estrutura.

Proposta ridícula, estapafúrdia e sem sentido, entregar uma área altamente valorizada para uma empresa privada que, em troca de construir o prédio, terá garantido o aluguel dele por trinta anos, sabe-se lá a que preço. E o que é pior, anunciar a obra num local, totalmente inadequado, sem antes ter providenciado a alteração no Plano Diretor que indica como local oficial do centro administrativo a área desapropriada e paga pelo município, na zona sul. Tudo faz crer que isso não passou de um factoide, pirotecnia engendrada para ganhar as manchetes dos jornais.

Mas, qual a razão deste anúncio? Simples, porque entre os projetos elaborados e já empenhados para pagamento a Projeta, se encontra o da construção do futuro prédio. Neste caso, se torna necessária encontrar uma justificativa para o projeto e o seu pagamento.

Quando do anúncio, o chefe do executivo disse que o próximo passo para viabilizar o negócio, uma parceria público privada, seria abrir manifestação de interesse para a iniciativa privada. Neste tipo de parceria, segundo nota na coluna da jornalista Sônia Racy, publicada ontem, do Estadão, as empresas interessadas na construção do prédio é quem tem a obrigação de custear o projeto.

Até que se prove o contrário, a administração está sob suspeita e já fez por merecer a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), na Câmara de Vereadores, para investigar este verdadeiro escândalo administrativo.

xxxxxx

Até agora a Secretaria de Defesa Social não divulgou o balanço das multas aplicadas no trânsito. Quanto faturou e quanto pagou a empresa contratada para administrar os radares da Av. João Pinheiro.

xxxxxx

REDUÇÃO DE SALÁRIOS

            Ainda não está bem clara a intenção de algumas pessoas que decidiram coletar assinaturas em um abaixo-assinado pedindo a redução do salário dos vereadores em pelo menos 50%, sob a justificativa de que é preciso economizar dinheiro público.

            Essa iniciativa cheira a demagogia, feita por alguém com pretensão política na eleição de 2016. Quem acompanha o trabalho do legislativo sabe que boa parte dos vereadores faz por merecer o salário e que a Câmara Municipal de Poços de Caldas é uma das mais enxutas entre as cidades do mesmo porte em todo o país.

            Não fosse isso, não devolveria todo o ano, milhões que deixa de gastar daquilo que a lei faculta ao legislativo municipal.  Normalmente é com este dinheiro que a prefeitura paga a segunda metade do décimo terceiro salário dos servidores.

            Ao invés de ação demagógica como o abaixo-assinado para redução dos salários, seus autores deveriam frequentar a sede do legislativo e propor medidas mais importantes e que podem resultar em prejuízo maior para os cofres públicos, como, por exemplo, a já manifestada intenção da presidente Regina Cioffi em investir os milhões que sobram do legislativo, não no pagamento do 13.o salário dos servidores, mas sim, na construção de um prédio para abrigar o legislativo e a montagem de uma emissora de televisão para fazer propaganda sua e de alguns colegas, aliás, a maioria dos vereadores se manifesta contra essa ideia.

            Bom seria também se os autores da iniciativa de colher o abaixo-assinado, marcassem presença na Câmara para conhecer aqueles vereadores que realmente cumprem expediente diário atendendo a população e discutindo suas reivindicações e aqueles vereadores que fazem do legislativo apenas um “bico”, priorizando seus afazeres particulares.

            Alguns, aliás, como a própria presidente, não dão expediente diário preferindo atender outros compromissos que lhes garantem um salário ainda maior, e os votos que necessitam para se manter como “representantes do povo”.

            Esse é o desafio, testemunhar quem realmente trabalha e afastar, através do voto, os que apenas gritam presente na hora das sessões que acontece uma vez por semana.



Escrito por Blog do Polli às 07h09
[] [envie esta mensagem] []


 
  

ROLANDO O LERO I

            O secretário falastrão deu o ar da graça em uma entrevista na TV Poços onde rolou o lero, tentando desmentir que esteja havendo corte na merenda servida aos alunos da rede pública. Disse que o que está ocorrendo é uma adequação e por isso alguns itens estão sendo substituídos ou retirados.

            Boquirroto, como sempre, o titular da secretaria de governo deve julgar que todo mundo é idiota, desmentiu até mesmo comentário de funcionários da S.H.A. que testemunharam nas redes sócias o corte na merenda e o risco de perder o emprego.

            Não faz muito tempo, a própria dona da empresa foi vista saindo da casa de um ex-prefeito, onde fora pedir ajuda para receber os milhões que a prefeitura lhe deve e disse nesta ocasião, não ter alternativa a não ser interromper o fornecimento tanto da merenda como da alimentação.

ROLANDO O LERO II

            Ontem, pais de alunos da creche Nossa Senhora da Glória fizeram uma manifestação, pela manhã, na frente da Secretaria de Educação, para reclamar do fechamento da creche, pela segunda vez neste mês de agosto.

            O problema se deu novamente pela falta de repasse de verba da prefeitura para a creche que é uma das conveniadas com o município. O secretário de governo alegou que o repasse ainda não havia sido feito porque a creche estava sem uma certidão negativa de débito e informou que o documento foi entregue na terça-feira. Os pais estavam prometendo recorrer ao Ministério Público para resolver a questão.

            A Casa do Caminho, tradicional entidade beneficente também está anunciando a paralisação de suas atividades pelo mesmo motivo: falta de pagamento por parte da prefeitura.

xxxxxx

Em caráter de urgência, a Câmara Municipal aprovou o reajuste no vale-alimentação dos servidores municipais, a partir de maio. A diferença, inclusive retroativa, deve sair junto com o pagamento de agosto. Pelo menos é o que se espera.

xxxxxxxx

 DE VOLTA A TERRINHA

            Após alguns dias em território baiano, quem marcou presença ontem pela manhã num dos cafés do centro foi o ex-deputado Carlos Mosconi. Fez um pit stop na sua caminhada matinal para colocar a conversa em dia com os amigos e correligionários tucanos.

            Engana-se quem imagina que o ex-deputado está alheio as costuras políticas com vistas à eleição municipal de 2016. Estava acompanhado do engenheiro Sérgio da Coopoços, seu candidato preferido a prefeito, com quem trocou ideias e agendou várias reuniões.

COMENTARIO

Caro Orlando,

Excelente !!!

Parabenizo o amigo pelas claras e firmes colocações divulgadas hoje no Blog, acerca da Proposta de Geraldo Thadeu, visando a próxima gestão pública, da falida Poços de Caldas !

De fato, a atual gestão pública de Poços passa por uma situação alarmante, que a despeito de severa crise, reduções continuadas, de repasses do ICMS e do FPM, e de arrecadação própria, insiste na heterodoxia de gestão "lulapetista", incluindo ai o nefasto e crescente inchaço do quadro de servidores públicos, de gravíssima consequência, quando deveria estar atuando exatamente no contrário, em programas de demissão para redução do atual quadro, entre outras ações de gestão, absolutamente necessárias.

Decorrente, todos nós teremos de "dar as mãos", como propõe o nobre ex Deputado, se desejarmos "atravessar" com relativa tranquilidade, os mares revoltos que assombram a nação e o mundo moderno que vivemos, mas por outro lado, "se o ex-deputado se propuser a abraçar os pressupostos (comentados) já seria o início de uma agenda mínima para começar as tratativas, se não propuser será mais uma iniciativa que entrará para o folclore político local ou apenas um escopo diversionista em que mais uma vez o oportunismo se faz presente". (RONALDO FERREIRA MUNIZ).

RODAPÉ

Valeu a pena ficar acordado até mais tarde. Ganhar do Corintians é bom demaaaaiiiis!!!



Escrito por Blog do Polli às 07h09
[] [envie esta mensagem] []


 
  

JUIZ ACATA DENÚNCIA CONTRA O PREFEITO

            A contratação do escritório de engenharia Projeta, pelo valor de R$ 5,7 milhões e sem licitação, baseado apenas em uma Ata de Adesão de contrato firmado pelo escritório com a prefeitura do município de Mariana, pode render muita dor de cabeça ao prefeito Eloisio Lourenço, ao Procurador Geral Dalmo da Silveira e ao Secretário de Obras, Aldpo Foltz Hanser.

            A contratação e o pagamento de serviços com suspeita de superfaturamento ao escritório originou denúncia ao Ministério Público, formulada pela Associação dos Engenheiros, Adismig e pelo vereador Marcos Sansão.

            Após analisar os fatos, a Promotora de Justiça, Gabriela Abreu Costa de Souza Lima, instaurou inquérito que foi remetido a Justiça, onde foi acatado e transformado em Ação Civil Pública, pelo Juiz da Terceira Vara.

            Até agora cerca de R$ 700 mil já foram empenhados para pagamento ao escritório, alguns serviços encomendados sem nenhuma necessidade e sem justificativa, uma vez que a prefeitura não dispõe de recurso para que sejam concretizados.

            Outro fato que causa estranheza são os profissionais do escritório contratado se utilizar da estrutura e equipamentos da própria secretaria para elaboração dos projetos.

            Segundo informações, o secretário Aldo Foltz Hanser teria se posicionado contrário a contratação, mas como é figura decorativa na Secretaria de Obras, teria sido forçado a assinar o contrato por determinação do sub-secretário, o homem de confiança do prefeito no setor. 

PAULINHO DIZ QUE GOVERNO DO PT É UMA CATÁSTROFE

            O ex-prefeito Paulo Cesar Silva esteve ontem no programa Canal Aberto, da TV Poços, onde analisou a administração comandada pela dupla Eloisio-Nizhar que o sucedeu no comando do executivo. Para ele, o desempenho da administração é catastrófico, causando sérios prejuízos para a cidade.

            Ao ser questionado pelo apresentador, Antonio Carlos Pereira, o decreto que reduziu de oito para seis horas a jornada de trabalho dos servidores, o ex-prefeito, autor do decreto defendeu o novo horário como uma conquista do funcionalismo.

            Pereira, que foi o único vereador a se posicionar contra a proposta, lembrou que a redução do horário sem a aprovação do regime estatutário, vem causando aumento nas despesas da prefeitura com pagamento de horas extras e novas contratações.

            Sobre sua pré-candidatura a sucessão municipal em 2016, Courominas afirmou que ainda não se decidiu e que também é a favor de uma ampla união para tirar a prefeitura desta situação caótica.

            Como o novo presidente do PSB em Poços, Courominas disse que recebeu a missão do comando regional da legenda de organizar o partido em trinta cidades da região e que este é o trabalho a que tem se dedicado.

            Durante o programa, o entrevistado recebeu inúmeros telefonemas de apoio e alguns também criticando o seu trabalho à frente da prefeitura.

xxxxxx

Geraldo, Navarro e Paulinho estão com o mesmo discurso, pregando a união de forças nas eleições de 2016. Se vingar a coligação, já tem slogan: Unidos Por Poços.

xxxxxx

SÓ PENSA NAQUILO...

            Toda vez que fala sobre as dificuldades financeiras da prefeitura, Eloisio cita como única solução para o problema, a aprovação da lei que altera o repasse do DME para o município. A julgar pelo que diz, além de já ter transferido para a prefeitura R$ 80 milhões das empresas, sua intenção é pelo menos dobrar este valor para colocar em ordem as dívidas já acumuladas.

            Considerando que neste exercício o lucro da distribuidora deve ser inferior ao ano passado, ainda é um mistério como será a fórmula mágica a transferência do recurso, considerado por ele como a “salvação da lavoura”.

            Se a situação é tão grave, o prefeito deveria jogar às claras com os vereadores e a população, expondo qual é o rombo nas contas da prefeitura e quanto pretende transferir e de que modo isso se daria, sem utilizar a chamada contabilidade criativa, tão a gosto dos petistas.

            Para completar, deveria enumerar o que pretende fazer com o recurso e quais os fornecedores e empresas prestadoras de serviço que pretende pagar. Não vale colocar na lista, a Vina, Amadeu, Projeta e outros protegidos da administração, incluso nesta lista, órgãos de comunicação.

            Só para lembrar, ao contrário do que disse, o Ministério das Minas e Energia ainda não renovou a concessão da distribuidora de energia devido ao pedido de suspensão feito pelo Tribunal de Contas.

            Enquanto a renovação permanece suspensa, não se sabe também se ela será onerosa ou quais serão as exigências para que a outorga seja renovada. Então, como alterar a lei do DME aumentando o repasse de lucros se o destino da empresa até o momento é incerto?

xxxxxxxx

Pelo lado da situação, o slogan deve ser este: Unidos Por Uma Poços Cada Vez Pior.



Escrito por Blog do Polli às 06h04
[] [envie esta mensagem] []


 
  

DESABAFO

“Eu trabalho na empresa que fornece a merenda escolar, sou uma das cozinheiras, essa dívida se arrasta deste a época do Paulinho, já faz muito tempo que a SHA fornece comida de graça para as crianças. E a empresa não está aguentando. A medida que foi tomada por enquanto foi tirar a salada e a fruita vai ser só  laranja. O arroz, o feijão e a carne com legumes vai manter, e outras medidas vão ser tomadas caso ele não pague. E se não melhorar as coisas algumas de nós cozinheiras serão demitidas, lamentável, as nossas crianças não merece isso, muitas não comem em casa e quando   vão comer na escola chegam com aqueles rostinhos mais alegres, gosto do que faço e gostaria de continuar a servir as minhas crianças. (Paula Estefania Brunelli).

                O comentário acima foi publicado no facebook em um post que critica a prefeitura por atrasar o pagamento da empresa que fornece merenda para alunos do ensino fundamental.

GERALDO RESPONDE A ORLANDO RODRIGUES

            A respeito de nota de ontem, com algumas considerações do sr. Orlando Rodrigues, sobre a proposta formulada pelo ex-deputado Geraldo Thadeu,  em torno uma de união das lideranças políticas para a execução de um projeto de governo, tendo como objetivo principal recuperar a capacidade administrativa e financeira da prefeitura, Geraldo  encaminhou resposta as considerações de feitas por Orlando Rodrigues:

1 - Quando da eleição do Prefeito Eloisio o PSD se reuniu para analisar uma solicitação do prefeito de apoio à administração. A Comissão Provisória se reuniu e analisando a situação dificil da prefeitura optou pelo apoio em defesa da governabilidade e assim foi.

2.-  Vale salientar que o PSD não tem compromisso firmado com o prefeito para as próximas eleições.

3. - Quando proponho que a os grupos políticos tanto de situação como de oposição sentem em torno de uma mesa esclareço que não tem objetivo de salvar a atual administração (até porque não sei se ela precisa ser salva). Esclareço também que não existe de forma alguma o objetivo de uma chapa única para as próximas eleições. Isto seria sonhar demais.

4. - O PSD local possui em seus quadros, filiados com todas as condições de se candidatar nas próximas eleições seja a vereador, vice-prefeito ou a prefeito. Dentro desta perspectiva temos o nome de nosso presidente da comissão provisória o empresário Sergio Krisanski como pré-candidato.

5. - Sentar a mesma mesa e discutir a situação atual acredito que com a experiência de nossas lideranças possamos dar contribuições ao nosso munícipio para o futuro e quem sabe para o atual momento.

6. - Futura eleição é outra história que a seu tempo virá.

7 - Que este documento que fiz, foi de minha autoria e minha responsabilidade, preocupado com a crise que o País, os Estados e os Municipios passam. Acredito que como ex-prefeito e ex-deputado por três mandatos e pelos resultados que consegui na minha trajetória, tenho condições de me preocupar com nossa Poços de Caldas e contribuir para o seu futuro.

Espero ter esclarecido as ponderações do senhor Orlando Rodrigues e a todos que tomaram conhecimento do nosso artigo sugerindo que todas correntes políticas de nossa cidade possam sentar em volta de uma mesma mesa pensando no futuro, principalmente.

Obrigado pela atenção.

Geraldo Thadeu.



Escrito por Blog do Polli às 06h04
[] [envie esta mensagem] []


 
  

ÍNDICE FIRJAN: POÇOS MELHORA

            Poços de Caldas melhorou no levantamento divulgado na semana passada pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro – Índice FIRJAN – na comparação do ano de 2010/11, ainda na administração Paulo Cesar Silva.

            No ranking nacional, a cidade ganhou 100 posições, subindo da 255ª. para a 155ª. colocação. Em Minas Gerais, foi do 21º. para o 9º. lugar, uma melhora de 12 pontos.

            Os indicadores de 2010: Educação 0,8682; Saúde 0,7653; Emprego e Renda 0,7851; Consolidado: 0,8062. Em 2011: Educação 0,8790; Saúde 0,8306; Emprego e Renda 0,7830. Consolidado 0,8309. 

            Vale notar que a cidade melhorou em educação e saúde, porém, caiu na avaliação de emprego e renda, uma mostra de que o município vem passando por um processo de desindustrialização, com destaque para a área de mineração, reduzindo o número de empregos e por conta disso fazendo cair a renda per capta dos moradores.

            Mesmo tendo melhorado na educação, a cidade é 12ª no Estado e a 38ª. no item emprego e renda. A saúde continua sendo o ponto mais fraco com Poços ostentando a 426ª. posição entre os 853 municípios mineiros.

            O índice Firjam compara dados de todos os municípios do país nos aspectos emprego e renda, educação e saúde. Em Minas, os dez melhores municípios estão nesta ordem: 1) Nova Lima; 1) Patos de Minas; 3) Santa Rita do Sapucaí; 4) Varginha; 5) Pouso Alegre; 6) Uberlândia; 7) Divinópolis; 8) Pará de Minas; 9) Poços de Caldas; 10) Itajubá.

            Em outro levantamento, sobre o recolhimento de ICMS no período de janeiro a agosto de 2014, Poços de Caldas ficou em segundo lugar, perdendo feio para Pouso Alegre que recolheu R$ 410.487.788,39 contra Poços de Caldas R$ 280.394.688,63; 3) Extrema R$ 244.483.000,32; 4) Varginha R$ 160.722.185,09

            O reflexo deste baixo recolhimento de ICMS, em boa parte tem como motivo a desaceleração na produção de alumínio da Alcoa e deve ser mais agudo na redução de receita no ano de 2015.

OUVIDOS INSENSÍVEIS

            O noticiário policial dos últimos dias com o registro de vários assaltos à mão armada, três deles a postos de gasolina no espaço de uma hora e meia, mais dois assassinados e agressões à faca, aliado ao aumento dos pedintes ao longo das avenidas João Pinheiro e Mansur Frayha, com um grau de agressividade intolerável por parte de marmanjos desocupados, quase todos aparentando sinais indisfarçáveis pelo uso de drogas, deixa claro que a qualidade de vida em Poços de Caldas já não é mais a mesma.

            E de nada tem adiantado os protestos nas redes sociais ou da própria imprensa, porque a PM, a Guarda Municipal e o próprio prefeito continuam com ouvidos insensíveis para as queixas. Fazem de conta que o problema não é com eles.

            Logo que assumiu a chefia do executivo Eloisio instituiu o gabinete de segurança pública, formado por representantes da Prefeitura, GM, e polícias Militar e Civil, com o intuito de atuar em conjunto para reduzir a criminalidade.

            Claro que a atuação da Secretaria de Promoção Social seria indispensável neste caso, porém, o que todos perguntam é onde anda a secretária e os mais de cem servidores lotados na pasta se não se vê nada de concreto para retirar das ruas os pedintes, alcoólatras e drogados.

            Em sendo uma cidade turística a prefeitura deveria cuidar melhor não só dos jardins, praças, parques e pontos de passeio, como zelar também para que os visitantes (e a população em geral), não sejam importunados no seu sagrado direito de ir e vir sem ser abordados agressivamente por alguns desocupados que interpelam, preferencialmente, mulheres ao volante dos seus veículos, ou idosos caminhando pelas calçadas.

            Se bem que numa administração onde as viaturas oficiais (inclusive da guarda) foram recolhidas por falta de combustível, não há muito que esperar, a não ser a troca de comando da Casa Amarela.

            O problema é que faltam ainda dois anos... haja paciência.

NOTA – Na reunião da semana passada, a cúpula do PT (partido do sr. prefeito), propôs entre outras aberrações, desmilitarizar as polícias militares, o que significa, desarmá-las. Se os marginais já não respeitam o policial quando ele está armado, imagine então, sem a arma.

DECORAÇÃO DEVE ULTRAPASSAR R$ 1 MI

            Pelo que se vê até o momento, a decoração natalina deve ser melhor que a do no ano passado, mas ainda muito aquém das realizadas na administração anterior com o projeto Natal Encantado.

            Em compensação, o custo deve ser o mesmo, ou até maior, considerando os R$ 478.892,00 que a DME Distribuição vai liberar através de cooperação financeira com a secretaria de turismo, e outros R$ 400 mil referente a contratação da empresa ML Eletricidade para a instalação, manutenção e retirada de iluminação.

            Some-se a isto outras contratações, como palco, som e luz para apresentações artísticas, mais o cachê dos artistas e músicos, banheiros químicos, projeto da decoração etc. etc.

NOVAS MANGUEIRAS

            A Divisão de Limpeza Pública da vai investir R$ 74.160,00 na compra de novas mangueiras para os seus caminhões pipas, utilizados no serviço de limpeza urbana.

            Dois pregões eletrônicos estão em andamento na Divisão de Suprimentos, um no valor de R$ 33.600,00 e outro de R$ 40.560,00, para a aquisição das mangueiras.

            Outro ato na Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoas, pelo critério de inexigibilidade, é o aluguel de uma área na zona rural pelo custo de R$ 9.900,00, por um período de doze meses (R$ 118.800,00) destinado a ampliação do Projeto Coleta Seletiva.

            Segundo o anunciado pela administração, quando da contratação da empresa Vina Equipamentos e Serviços Ltda. a contratada seria encarregada da limpeza pública na área urbana, mais a coleta de lixo doméstico e coleta seletiva.

            A limpeza pública vem sendo feita pelo próprio pessoal da Secretaria de Serviços Públicos, assim como o recolhimento do material reciclável. Dois bons assuntos para ser esclarecidos pelos vereadores de oposição.



Escrito por Blog do Polli às 06h46
[] [envie esta mensagem] []


 
  

A MESMA LADAINHA

            O prefeito anunciou como um “grande feito” da sua administração, o pagamento da segunda parcela do 13º. salário do funcionalismo na data prevista, antes do Natal.

            Aproveitou para chorar as pitangas dizendo que a prefeitura passa realmente por uma crise financeira, mas que vem adotando medidas para reduzir (não parece) as despesas com o custeio da máquina administrativa.

            Disse que vai repensar o dinheiro que a prefeitura gasta com patrocínio de eventos a partir de 2015, atitude que se o prefeito realmente levar a sério será correta já que os chamados patrocínios “culturais e artísticos” se transformou em meio de vida para muita gente que promove eventos, alguns de qualidade duvidosa, de olho nas verbas oficiais.

            Como não poderia deixar de fazer, com a soberba de sempre, Eloisio lembrou (mais uma vez) que pegou uma prefeitura endividada, daí a dificuldade da sua administração.

            Segundo informação da sua equipe, ao assumir, o montante da dívida chegou a R$ 46 milhões. Já o prefeito anterior afirma que isso é balela e que se sobrou algum resto a pagar o total não ultrapassa R$ 15 mil.

            Mesmo que o prefeito esteja falando a verdade, omite o fato de o DME já ter repassado para a prefeitura na atual administração, mais de R$ 60 milhões, uma parte deste recurso (R$ 25 milhões), através de decreto assinado no governo anterior.

            Durante a campanha Eloisio havia dito que não iria utilizar recurso do DME para pagar contas da prefeitura.

DROPS

Embora uma coisa não justifique a outra, quem foi à feira, no sábado, percebeu o aumento no preço das frutas e verduras, segundo os feirantes, “presente da Dilma”, por conta do reajuste nos combustíveis. O pastel do japonês continua o mesmo preço, mas com previsão de alta nas próximas semanas.

********

O prefeito pode preparar os ouvidos porque a choradeira da Circullare vai crescer em consequência do reajuste no óleo diesel. Não será surpresa se a passagem subir entre o final deste ano e o começo de 2015. Se depender do chefe do executivo, a empresa não encontrará muita dificuldade para emplacar um novo reajuste.

*********

Durante conversa no café, um vereador petista, lembrando a última campanha para escolha do prefeito disse que hoje o secretário Fernando Posso posa agora de petista e cola até adesivo no carro, mas durante a campanha, toda vez que acompanhava o então candidato Eloisio Lourenço em comícios nos bairros, permanecia escondido dentro do carro. Não gostava de aparecer ao lado dos petistas para não “desgastar” sua imagem.

*********

De volta ao passado: pelo menos 20 ônibus com turistas de curta permanência – antes chamados de farofeiros – estavam estacionados no domingo, próximo à feira de artesanato, na Praça dos Macacos e ao Mercado Municipal.

********

Segundo informações o vice-prefeito Nizhar está internado no CTI do hospital Santa Lúcia, onde se recupera de um mal estar que ao ser levado para a UPA foi detectado como sendo uma ameaça de enfarte.



Escrito por Blog do Polli às 06h46
[] [envie esta mensagem] []


 
  

TV PLAN PASSA A TRANSMITIR EM HD

            No dia do seu aniversário de fundação, Poços de Caldas recebe um excelente presente. A partir de hoje, uma emissora de televisão transmitindo 100% em sinal digital HD (Hig Definition). A TV Plan estreia neste dia 6 de novembro, no Canal 51.1 UHF seus novos equipamentos, acompanhando a evolução do que existe de mais moderno atualmente no sistema de captação, geração e transmissão de sinais de tv.

            Os novos equipamentos vão gerar também imagem e som de qualidade para os aparelhos móveis, como tablets, smarphones e outros produtos eletrônicos portáteis.

            Trata-se de outra ousadia dos empresários proprietários do Grupo Cioffi de Comunicação, composto de uma emissora de tv educativa, duas emissoras de rádio (AM e FM) e em breve, uma segunda rádio em Frequência Modulada, já autorizada a operar pelo Ministério das Comunicações.

            Segundo Orlando Cioffi Júnior, (Juninho), o investimento nos novos equipamentos para a televisão vai colocar Poços como a única cidade da região a possuir uma emissora de tv com geração digital 100% HD, desde o transmissor até os equipamentos de estúdio, captação externa, incluindo a unidade móvel.

            Foram seis meses de muito trabalho e expectativa, diz Juninho, relatando a ansiedade que começou com a liberação de financiamento através de uma instituição bancária, até a aquisição e montagem da nova torre e dos equipamentos, mais o treinamento do pessoal para operar o novo sistema e a mudança dos cenários.

            Assim como aconteceu quando a emissora entrou no ar, há oito anos atrás, o primeiro programa a entrar no ar, estreando os novos equipamentos, será o “Jornal do Meio Dia” deste feriado, quando a cidade comemora 142 anos de sua fundação.

            A próxima etapa será a expansão da área de abrangência para outras 13 cidades, cujos pontos de retransmissão já estão homologados pelo governo federal.

            “Estamos investindo confiando no potencial da cidade e região”, disse o diretor do grupo.

PROXIMIDADE COM O GOVERNO

            A se confirmar a informação de que o deputado Odair Cunha, presidente do PT em mineiro, será nomeado por Fernando Pimentel para a Secretaria de Governo (Segov), Poços de Caldas ganhará um importante interlocutor junto ao governo do Estado, podendo reivindicar a concretização de obras já prometidas e outras de interesse da população.

            Esta também será a oportunidade para que o deputado, que obteve expressiva votação em Poços nas duas últimas eleições, possa retribuir a confiança que os eleitores depositaram no seu trabalho.

            E o nosso Barak Obama sulfuroso, inquilino-mór da Casa Amarela da Av. Francisco Salles não terá mais como empurrar a culpa para os adversários, como fez nestes dois primeiros anos do governo.

PROMESSA DE POLÍTICO

            Como ninguém é de ferro, o ex-prefeito Sebastião Navarro e sua filha Teresa decidiram por um giro no exterior, com roteiros distintos para “recuperar” a energia gasta durante a campanha eleitoral.

            Antes de viajar o ex-prefeito gravou entrevista que vai ao ar nesta quinta-feira no programa Canal Aberto da TV Poços. Entre outras coisas, disse que o resultado da eleição, quando sua filha tentou conquistar uma vaga na Assembleia e foi derrotada, mostrou que já não tem a mesma força política de antes. Deu a entender que não disputará mais nenhuma eleição.

            No início da semana, o deputado Carlos Mosconi, no mesmo programa, descartou qualquer possibilidade de se candidatar a prefeito e afirmou com todas as letras que seu projeto de futuro é ser motorista dos netos.

            Geraldo Thadeu, durante a campanha repetiu várias vezes que esta seria a sua última eleição, se vencesse cumpriria seu quarto mandato como deputado federal e em caso de derrota, abandonaria a vida pública.

            Paulo Tadeu jura que nunca mais uma eleição e Paulinho Courominas, quando muito, aceita brigar por uma vaga na Câmara Municipal em 2016.

            Promessa de político não deve ser levada muito a sério, mas, em sendo verdade, Eloisio corre o risco de disputar a próxima eleição contra Waldir Inácio, Rovilson de Lima e quem sabe, Rovilson Pimentel, o “Canjiquinha”. Até porque, quem tem um pouco de juízo na cabeça, não assume o abacaxi em que se transformou a prefeitura.



Escrito por Blog do Polli às 07h41
[] [envie esta mensagem] []


 
  

INFILTRAÇÕES COLOCAM EM RISCO AS CRIANÇAS

            Passado quase dois anos de governo, já deu para perceber que Eloisio Lourenço não é aquele tipo de prefeito que gosta de acompanhar de perto o funcionamento da máquina pública e muito menos vistoriar obras ou serviços de manutenção de prédios, praças, parques, escolas, ginásios, enfim tudo aquilo que integra o patrimônio municipal.

            Não se deve estranhar se amanhã ou depois o prefeito entrar em alguma secretaria e um servidor perguntar: Quem é este senhor? Até porque em algumas repartições, até hoje ele não deu o ar da graça.

            É um prefeito de gabinete, que delega poderes e cumpre o ritual burocrático de assinar papéis e receber quem o procura em audiências previamente agendadas. Cumpre o ritual que o cargo impõe nas solenidades oficiais e nos compromissos sociais.

            Diferente dos seus antecessores que tiravam a parte da manhã para visitar secretarias e vistoriar obras e serviços em andamento, ou até mesmo verificar de perto as condições dos prédios públicos.

            Na terça-feira uma mãe postou no facebook fotos da creche do bairro São José, onde seu filho e as outras onde as crianças, por conta da chuva, tiveram que ser retiradas às pressas do local, invadido pelas águas e com o teto ameaçando desabar.

            É verdade que a falta de manutenção destas edificações já vem de outras administrações, porém, dois anos de governo é tempo mais que suficiente para tomar as providências necessárias e fazer os reparos.

            A dificuldade, no entanto, esbarra na falta de vontade da Secretaria de Obras, onde o próprio secretário desconhece a situação porque detesta sair de trás da mesa.

            Ao invés de vistoriar trevinhos do Demutran, acompanhado de vereador apenas para aparecer na foto, o prefeito ocuparia melhor seu tempo se acompanhado dos engenheiros, vistoriasse os prédios públicos, principalmente aqueles onde funcionam os centros de educação infantil, muitos deles, oferecendo sério risco para a integridade física tanto das crianças como dos servidores que trabalham nas unidades.

AINDA EXISTE ESPERANÇA

            Na avaliação de observadores políticos, Geraldo Thadeu e Carlos Mosconi não devem perder a esperança de assumir seus mandatos na atual legislatura.

            A explicação é que com o PSDB e os paridos que estiveram coligados na eleição passada, priorizando a disputa pelas prefeituras das cidades de porte médio em 2016, muitos deputados deixarão a Câmara Federal para virar prefeitos.

            Junte-se a isto o fato de que outros correm o risco de interromper os mandatos por conta de processos judiciais, Mosconi e Geraldo, na terceira e quarta suplências tem boa chance de cumprir pelo menos metade do mandato..

“AÉCIO AVISOU”

A já conhecida “Turma do Chapéu” movimento de jovens mineiros com visões próximas ao PSDB, decidiu criar o site “Aécio Avisou” para questionar o que consideram “contradições” do governo Dilma Rousseff.

            O site leva opiniões do ex-presidenciável tucano e informa as ações protagonizadas pelo governo federal, denunciando o que a presidente Dilma faz, contrariando o que dizia durante a campanha.

            O uso das termoelétricas e o aumento a gasolina são dois assuntos já colocados no site. Bem que o Aécio avisou...

AUMENTO DE RECEITA

            A Câmara Federal aprovou aumento de 23,5% para 24,5% no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que será aplicado em duas etapas, metade (0,5%) a cada ano a partir de 2015, o que representa no total um acréscimo de R$ 3,8 bilhões para dividir entre os mais de seis mil municípios espalhados pelo país.

            Parece que não é nada, mas para uma prefeitura que anda numa pindaíba danada, como a de Poços de Caldas, o reajuste representa mais alguns milhões em caixa.

            Com isso, Eloisio pode dar uma refrescada nas contas, já pensando na lei de responsabilidade fiscal no encerramento do seu mandato em dezembro de 2016.

____________________________________________________________

Por conta do feriado o blog voltará a ser atualizado na segunda-feira.



Escrito por Blog do Polli às 07h41
[] [envie esta mensagem] []


 
  

PLANO B PARA 2016

            Um petista de carteirinha, bem informado sobre os bastidores do partido, disse ontem que o engenheiro Sérgio Azevedo, presidente da Coopoços, seria realmente um candidato muito difícil a ser batido na disputa pela prefeitura em 2016.

            Mas, segundo ele, se a oposição optar por ele, o PT já tem preparado um plano B para a disputa. Neste caso, Eloisio abriria mão de disputar a reeleição e o partido lançaria em seu lugar a secretária de Educação, Maria Cláudia Prézzia, que possui um bom trânsito junto aos servidores municipais, principalmente na área da educação.

            Ele lembrou ainda que a candidata natural do partido na eleição passada era Maria Cláudia, mas diante da insistência, acabou abrindo mão para Eloisio que desejava apenas se se tornar conhecido para mais tarde tentar uma candidatura a deputado estadual.

            Por conta da divisão na ala adversária, Eloisio acabou sendo eleito. Em 2016 poderá abrir mão em favor da educadora e aguardar a disputa para a Assembleia Legislativa em 2018.

            Quanto ao vereador Flávio Faria, se depender da cúpula petista continuará na Câmara por ter se rebelado e criado arestas na escolha do candidato a deputado.

TIRA-TEIMA

            Como a ex-titular da Secretaria de Educação, Maria Helena Braga, vem dizendo que não abre mão de ser candidata a prefeita em 2016, se o plano B do Partido dos Trabalhadores for colocado em prática, haverá um tira-teima entre as duas marias.

            Maria Helena quer mostrar que sua passagem pelo cargo foi muito boa, já a sua sucessora não vai medir esforço para provar o contrário.

            Neste caso, a próxima disputa municipal promete fortes emoções.

DME PATROCINA CURSO PARA DIRETORES

Depois da Presidente Dilma orientar a economista a se "preparar" pelo Pronatec, para conseguir uma colocação do mercado de trabalho, no debate do segundo turno na Rede Globo; depois do aumento na tarifa de energia, objeto de grande lide entre concessionária e associação dos consumidores, o qual irá esvaziar ainda mais o bolso da população; depois do empréstimo do prédio público da rua Pernambuco para a Caixa atender aos funcionários da Prefeitura; depois do presidente da holding declarar que a distribuidora irá fechar o ano com prejuízo; depois das tentativas incansáveis da Administração Municipal em transferir mais dinheiro para a Casa Amarela; o primo rico da Prefeitura de Poços de Caldas, mais uma vez demonstra que vivem em outro mundo, que a realidade é outra: MBA da Fundação Getúlio Vargas.

A capacitação dos funcionários de uma empresa é de extrema necessidade e deve ser realizada de modo constante. Entretanto, deve-se buscar cursos em geral, para que toda a equipe possa se valer de melhor desempenho, cada qual em sua área, óbvio.

Normalmente, cursos de Pós Graduação, Mestrado, MBA, Doutorado, entre outros, onde o aluno aprende conteúdo específico, e o leva para si, por toda vida, como título que irá enriquecer seu currículo, recebem, quando muito, a liberação de algumas horas ou dias de trabalho para cursá-lo. Isso se for do interesse da empresa e inerente a função ocupada pelo empregado.

No novíssimo e moderno prédio do Grupo DME é diferente: abrem-se inscrições para saber quais funcionários tem interesse em cursar, às custas do DME, o curso de MBA  Executivo Internacional  -  Setor Elétrico, com duração mínima de 432h/a. Claro, respeitando algumas condições elaboradas pela Diretoria.

Após 23 inscrições, saiu o resultado: 6 contemplados irão receber a benesse da mãe holding. Coincidência ou não, os felizardos são...  diretores, que sorte, hein?

Há, o curso será em Campinas. Não temos informação se as despesas pessoais também serão bancadas pela empresa.

FALTOU LIMPEZA

            Com a longa estiagem a administração não se preocupou em promover a limpeza do ribeirão que acompanha as avenidas João Pinheiro e Mansur Frayha, onde além de entulhos, o mato comprido colabora para o assoreamento, reduzindo a calha do ribeirão.

            Próximo ao cruzamento com a Av. Antonio Togni a situação é crítica, sendo previsível que em caso de uma chuva mais forte o rio pode transbordar com a água invadindo os estabelecimentos localizados ao longo da avenida.

            Sem falar no problema das pontes, cujas estruturas estão comprometidas, segundo disse o próprio secretário de obras.

BANCADA FORTE

            Paulinho Courominas e Tereza Navarro são dois nomes certos para concorrer à vereança na próxima eleição. Os oposicionistas pretendem convencer outros nomes com potencial de votos para serem eleitos e com isso reforçar a bancada na próxima legislatura.

            Pelo menos três empresários ligados a ACIA estão sendo sondados e se aceitarem o convite serão integrados a chapa. A nova diretoria da associação entende que é importante manter representantes no poder legislativo para defender os interesses da classe.

            Está na hora de a cidade eleger vereadores menos clientelistas e mais interessados em legislar, propondo leis de interesse da população. Na Câmara atual, muitos vereadores fazem apenas o papel de intermediários junto ao poder executivo, reivindicando remédios, consultas e agendando audiência com o prefeito ou secretários, além de apresentar requerimentos sugerindo nomes de ruas, títulos de cidadania ou de honra ao mérito.



Escrito por Blog do Polli às 06h29
[] [envie esta mensagem] []


 
  

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

            A última grave crise financeira por que passou o hospital da Santa Casa foi na primeira gestão petista, quando o então prefeito Paulo Tadeu se recusou a transferir recurso da prefeitura para o hospital que por muito pouco não interrompeu suas atividades em prejuízo da população, não só de Poços, mas também de cidades vizinhas, já que se trata do maior, melhor e mais equipado hospital da região.

            A crise chegou a tal ponto que os funcionários do hospital, mesmo com salários atrasados tiveram que se cotizar para comprar alimentos e alguns medicamentos em falta para atendimento aos pacientes.

            Na época, Paulo Tadeu insistia que o hospital deveria ser transferido para o município e transformado em um hospital municipal. Como se isso fosse a solução do problema.

            A situação só foi resolvida com a posse de Sebastião Navarro que transferiu, logo nos primeiros meses do seu governo, R$ 14 milhões do DME para o hospital.

            Passados quase dez anos, a situação da Santa Casa, não é a mesma daquela época, mas segundo informações, a crise financeira é aguda, estando o hospital necessitando de ajuda para manter a qualidade no atendimento.

            Vale ressaltar que a Santa Casa de Poços comparada a outros hospitais com a mesma característica ainda é saudável. Basta acompanhar as notícias divulgadas diariamente pela imprensa nacional.

            Como a administração tem atrasado sistematicamente os repasses de verbas e não colabora o quanto deveria para manter em dia o atendimento do setor de urgência e emergência e tampouco pelo SUS, pelos corredores do hospital já se houve algum ruído sobre o interesse no quanto pior melhor, para que a prefeitura retome o plano de assumir o hospital.

             Pode não passar de uma simples teoria da conspiração, em todo caso, é bom ficar atento já que como escreveu a Secretária de Educação, Maria Cláudia Prézzia, “agora nós mandamos em tudo”.

AGRADO A BASE

            A visita que o prefeito fez a dois novos “trevinhos” construídos pelo Demutran, acompanhado do vereador Paulo Eustáquio e com direito a foto e release, sinaliza que o chefe do executivo pretende tratar com mais atenção os vereadores da sua bancada na Câmara Municipal, até porque ainda sonha com a aprovação de projetos importantes para o governo, como é o caso das alterações na lei do DME.

            O prefeito tomou o cuidado de não levar a tiracolo o secretário da área, Luiz Carlos Lima, cuja cabeça vem sendo exigida pelo vereador Paulo Eustáquio, como condição sine qua non para votar de acordo com orientação do gabinete.

FALTA DE GESTÃO

            Albert Mareca, secretário de esportes, esteve ontem no programa Canal Aberto, da TV Poços. Perguntado por um telespectador sobre a falta de pó-de-café e até mesmo papel higiênico nas repartições municipais, Albert disse que isso não acontece na sua repartição e que se falta nas outras secretarias é pura falta de gestão.

            Analisado ao pé da letra, o secretário de esportes disse o seguinte: onde falta papel e pó-de-café o secretário é incompetente.



Escrito por Blog do Polli às 06h28
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



    OUTROS SITES
     UOL - O melhor conteúdo
     BOL - E-mail grátis


    VOTAÇÃO
     Dê uma nota para meu blog!