Blog do Polli
  

CHEGA DE AMADORISMO

            Faltando um ano para o início da campanha eleitoral que vai definir o sucessor de Eloisio Lourenço no comando da prefeitura, alguns nomes começam a surgir como pré-candidatos a ocupar a cadeira do petista, responsável por uma administração fracassada, totalmente amadora, aliás, essa tem sido a marca registrada dos petistas, felizmente, uma raça em extinção.

            Mais do que as promessas vazias de sempre, os candidatos devem se comprometer durante a campanha em executar um governo sério, voltado para a realidade municipal, tomando medidas drásticas para adaptar os gastos da máquina pública a receita.

            Se o próximo prefeito quiser ter sucesso no seu governo terá que iniciar o mandato logo de cara colocando um freio de arrumação na máquina administrativa, hoje desestruturada e mais cara do que o orçamento da prefeitura permite.

Além disso, terá que correr atrás de novas receitas, a começar pela recuperação de créditos e adoção de medidas que permitam a cobrança do ISS de cartões de crédito, além de uma melhor fiscalização sobre a CEFEM, imposto devido como compensação aos municípios pela extração mineral, isso para ficarmos apenas em alguns exemplos.

            Não dá mais para aceitar promessas vazias, principalmente aquelas ilusórias, onde o candidato procura iludir o eleitor dizendo que só ele tem o apoio dos governos federal e estadual, como fez Eloisio, que na campanha dizia que iria governar com total apoio da presidente Dilma, porque ela é do seu partido. E daí? O que de bom a presidente fez até hoje pela cidade a não ser promessas não cumpridas?

            O próximo prefeito terá que adaptar os gastos ao orçamento municipal, adotando a mesma fórmula daqueles que no passado fizeram um bom governo dotando uma regra simples: 80% do orçamento destinados a despesas de custeio e 20% para novos investimentos. O que vier fora disso será lucro.

            Como os eleitores e a própria população, anda decepcionada com promessas vazias, que nunca são concretizadas, é bom os candidatos irem preparando os seus planos de governo baseados em dados reais.

            Chega de amadorismo e enganação.

MARIDO TRAÍDO

            O vereador Luiz Carlos Pena e Silva foi o entrevistado de ontem do Jornal do Sul de Minas, na TV Poços. Perguntado sobre como anda a administração, Lical respondeu que está “uma tragédia”, o prefeito, apesar de bonzinho, segundo ele, é igual a um marido traído. “Alguns puxa-sacos chegam perto dele e diz que seu governo é ótimo, que ele está bem na massa, mas na verdade vai muito mal”, disse o vereador do PTB.

            Para Lical, a equipe do prefeito é péssima e citou nomes dos piores secretários: Zéquinha Muniz (Serviços Urbanos), Aldo Foltz Hanser (Obras), e Lúcia Elena (Promoção Social)

OUTRO CRIME

            A crônica policial registrou neste final de semana outro assassinato na zona oeste, tudo indica provocado pelo uso de drogas. Mais um jovem assassinato, desta veza pedradas em um terreno do Jardim Country Club.

            Não dá para jogar toda culpa na prefeitura, mas parte dela cabe a Secretaria de Promoção Social, que não desenvolve ação ou programas para retirar os viciados das ruas. A polícia faz o que pode diariamente o noticiário policial assistimos a prisão de traficantes e apreensão de drogas. Sem um trabalho social, voltado para os viciados e suas famílias, a ação da polícia se resume a enxugar gelo.

            O Juizado de Menores, em colaboração com a Guarda Municipal iniciou um trabalho de vigilância dos locais públicos para coibir o uso de drogas entre menores. É um começo, porém, muito pouco se o trabalho não for acompanhado por assistentes sociais.

O DEM DE ÔLHO NO PV

            Lideranças do grupo de oposição, tendo a frente o PSDB e o Democratas iniciaram um trabalho para atrair o maior número possível de pequenos partidos para formar a aliança que tentará reconquistar a prefeitura em 2016.

            Um dos alvos está sendo o Partido Verde (PV), hoje nas mãos do empresário Paulo Molinari. A estratégia que tem na coordenação Tereza Navarro é filiar ao PV alguns candidatos a vereança com potencial de votos para depois eleger e depois integrar o partido a coligação que terá como cabeça de chapa um tucano.

            A disputa pela indicação do candidato a vice continua movimentando os bastidores. Nos últimos dias vem ganhando fôlego o nome do atual presidente do DEM, Marcelo Salles, jovem ligado aos meios esportivos e filho de Lázaro Salles, integrante do grupo comandado por Sebastião Navarro várias décadas.

            Além da ala jovem, Marcelo tem apoio da maçonaria e de boa parte da ala médica ligada ao plano e saúde Climepe, onde Marcelo colabora em uma diretoria.

TAPA BURACO

            Release distribuído pela prefeitura informa que a Secretaria de Serviços Públicos dará início, esta semana, a recuperação do piso da Praça D. Pedro II (Praça dos Macacos).

            Quem lê o título da matéria chega a pensar que a reforma contempla a troca do piso, totalmente descaracterizado e esburacado. No corpo do release vem a explicação, a “reforma” não passa de um simples tapa-buracos com o nivelamento em alguns pontos.

            Enquanto isso permanece paralisada as obras de reforma no Parque Municipal Antonio Molinari. Ontem nenhum trabalhador foi visto nas obras de reforma e construção de vestiários ao lado dos campos de futebol society. A justificativa é que acabou o dinheiro e a empreiteira aguarda a liberação de recursos por parte do governo federal   

            A prefeitura informa ainda que tiveram início as obras de recuperação dos fontanários e fontes, serviço que pela lógica, deveria ser feito antes do período das férias.



Escrito por Blog do Polli às 06h44
[] [envie esta mensagem] []


 
  

PREPARANDO O TERRENO

            A nova campanha publicitária que está sendo veiculada pela DME-Distribuição nos principais veículos de comunicação a cidade, segundo um integrante da base governista faz parte da estratégia de “preparação do terreno” para mais uma investida da administração junto aos vereadores no sentido de aprovar alteração na Lei 111 que criou as empresas públicas de energia.

            Desta vez a tentativa será de uma pedalada jurídica através de um parecer já encaminhado ao legislativo, com uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) em um dos artigos da referida lei. Exatamente aquele que limita em 25% a distribuição de dividendos para o principal e único acionista da empresa, a prefeitura municipal.

            A intenção é mostrar que a lei pode limitar o porcentual mínimo (25%) e não o máximo. Se o legislativo concordar, legaliza o que a empresa já transferiu para a prefeitura e estará aberta a porteira para que a administração continue sangrando os cofres da distribuidora, utilizando o recurso para pagamento de dívidas de custeio.

            Se ao invés de continuar insistindo em cobrir rombo nos cofres municipais com recurso do DME, o chefe do executivo se preocupasse em reduzir despesas alcançaria o mesmo objetivo sem sacrificar a distribuidora que por sinal, até agora não teve o seu contrato renovado com o Ministério das Minas e Energia.

            É só seguir o exemplo de dezenas de prefeitos que diante da crise com a queda de receita estão cortando gastos desnecessários, a começar por cargos de confiança e até mesmo reduzindo o próprio salário.

CODEMIG VIRA A SALVAÇÃO

            Se o DME, considerado o primo rico da administração poços-caldense, tem servido para cobrir rombos administrativos, no Estado, Fernando Pimentel, está fazendo o mesmo com a Codemig, estatal onde o que não falta é dinheiro.

            Publicidade do governo anuncia que a empresa vai investir pesado nos distritos industriais de todo o Estado para modernizá-los e com isso oferecer melhores condições para atrair investimentos para Minas.

            Ao mesmo tempo, a estatal continuará disponibilizando recursos para obras que o governo julga prioritárias, a recuperação de um teatro em Juiz de Fora. No caso desta obra ela é uma das muitas que Pimentel pretende beneficiar o município tendo em vista a candidatura do deputado Marcus Pestana (presidente do PSDB mineiro), a prefeito em 2016. O governador quer derrota-lo a qualquer custo.

            Como as obras de reforma do teatro do Pálace Casino foram paralisadas, pode ser que o dinheiro que a Codemig investiria aqui, tenha sido transferido para lá.

            Ou não?

COLISÕES NA AVENIDA

            Estatística divulgada pela Secretaria de Defesa Social mostra que os acidentes com vítimas na Avenida João Pinheiro, após a instalação dos radares, diminuíram. Pode até ser, mas em compensação, deve ter aumentado o número de colisões traseiras.

            No final de semana, pelo menos três abalroamentos foram vistos em horários e locais diferentes. Tudo leva a crer que ressabiados com a “pegadinha”, os motoristas estão freando bruscamente para evitar ultrapassar os cruzamentos no sinal amarelo.

            Vai daí que...

TRISTE CENÁRIO

            Os tapumes em madeirite no Parque Municipal, o barraco no Parque José Afonso Junqueira, a destruição dos banheiros na Fonte dos Amores e outras obras paralisadas é uma triste demonstração de como esta administração cuida do patrimônio municipal.

            Para não falar nos prédios públicos caindo aos pedaços, os jardins sem flores, nem grama, calçadas esburacadas e os moradores de rua dormindo sob as pilastras do monotrilho ou embaixo da ponte, em frente a prefeitura.

           

MANIFESTAÇÃO

            Por falar no PT, a direção nacional do partido está organizando uma manifestação em todo o país para o dia 20 de agosto, quatro dias após a passeata programada contra o governo. Os petistas devem ir prá rua gritando slogan contra o “golpe”, articulado pela “direita” para derrubar a presidente Dilma e “desmoralizar” o ex-presidente Lula.

            Vai ser interessante, ver nas ruas, puxando a tropa petista, o prefeito Eloisio, Paulo Tadeu, Nizhar, Zéquinha, Posso & Cia.



Escrito por Blog do Polli às 07h15
[] [envie esta mensagem] []


 
  

AGENTES EM AÇÂO

            Os novos agentes de trânsito estrearam ontem em grande estilo, dando cobertura ao passeio ciclístico promovido pelo Grupo Cioffi de Comunicação e já deram mostras de que vão jogar duro com os motoristas, por ordem do coronel Lima.

            Postados nas esquinas advertiam os motoristas que estavam sem o cinto de segurança, numa demonstração que a indústria das multas estará funcionando a todo vapor a partir do mês de agosto.

            Haja talões prá tantas multas.

FUI...

            Oposicionistas estão curiosos por saber o que levou o secretário de governo, Fernando Posso, a se recolher em seu gabinete, deixando de frequentar o legislativo, inclusive durante as sessões ordinárias e evitando até aparecer em eventos promovidos pela administração.

            “Fu”, como o secretário é conhecido na intimidade, deve ter avaliado que o mar não está para peixe e aparecer como líder de uma administração que leva a marca do PT é uma furada.

            Por enquanto prefere o Fui...

FESTAS JUNINAS

            Embora tenha gente esteja imaginando que o bom movimento de turistas que lotaram os hotéis, principalmente nos finais de semana seja o Julhofest, na verdade o que atrai os visitantes, especialmente aqueles que chegam em ônibus de excursão, é a festa junina do Restaurante Fazenda. O Pálace Hotel também esteve com lotação completa porque há mais de dez anos realiza uma festa junina que agrada os hóspedes.

            O Julhofest é uma atração a mais, mas poucos são os visitantes atraídos pelo evento, mesmo porque a prefeitura não fez nada para divulgar a promoção de férias em outras regiões. Prefere investir na mídia local.

MENOS MAL

            Os proprietários de veículos com a marca Pegeout estão respirando aliviados. A revendedora La Roche (Citroen), agora também é responsável pela venda e manutenção de veículos Pegeout.

            A La Gare, revendedora antiga, fechou as portas sem dar nenhuma satisfação aos clientes, preferindo mudar de bandeira de uma hora para outra.

COMÉRCIO PARADO

            A choradeira no comércio da área central está cada dia maior, assim como o fechamento de lojas, onde os proprietários, por causa do movimento fraco não suportam pagar os altos aluguéis.

            O mês de julho serviu para dar uma respirada, mas a partir deste mês as coisas devem piorar, atingindo até as lanchonetes, pizzarias e restaurantes, onde os proprietários continuam reclamando da concorrência feita pelos hotéis que oferecem diárias com pensão completa. Por seu lado, os hoteleiros dizem que sem o almoço e o jantar o movimento diminui.

            A coisa tá feia.



Escrito por Blog do Polli às 07h15
[] [envie esta mensagem] []


 
  

CONSELHO QUER REDUÇÃO NO PREÇO DA ENERGIA

            Como parte das discussões em torno do ciclo tarifário 2015, da DME-Distribuição, que irá definir qual será o reajuste no preço da energia a partir do mês de outubro, os representantes do Conselho de Contribuintes, Arlene Mareca (presidente) e Cícero Machado de Morais (vice), estiveram em Brasília nesta segunda-feira, onde participaram da primeira reunião para discussão do porcentual de aumento.

A direção da empresa reivindicou inicialmente um reajuste da ordem de 17% mas acabou cedendo, concordando em reduzi-lo para 10%, tendo como principal argumento o fato de ter recorrido ao mercado spot (livre), para compra de energia, além do pagamento de indenizações trabalhistas e outros argumentos que embasaram o pedido de reajuste.

Os dirigentes do Conselho de Contribuintes, baseado em dados de uma empresa de consultoria, contratada para analisar o aumento, entendem que a situação da DME-Distribuição permite, além de reajuste zero, margem também para uma redução de preço, medida que beneficiaria os consumidores de maneira geral, com reflexo nas pequenas indústrias e no comércio, principalmente, onde os donos de supermercados, em consequência do alto custo da energia foram obrigados a repassar este custo nas mercadorias.

A intenção dos representantes dos contribuintes e iniciar uma série de reuniões com entidades representativas da sociedade para expor a todos                    eles a possibilidade de redução no preço da energia distribuída pela empresa pública que pertence ao município.

AINDA NÃO RENOVOU

            Segundo nosso colaborador, engenheiro Ronaldo Muniz, consultor da Quantum Engenharia, até o momento nenhum contrato das distribuidoras que venceram ou ainda vencerão em 2015, foi renovado ou aditivado pela Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica.

            A informação foi confirmada a ele pela Superintendência de Concessões da Aneel, que aguarda o desenrolar das tratativas entre o Ministério das Minas e Energia, Tribunal de Contas e Ministério Público Federal.

            Não procede, portanto, a informação do prefeito municipal que a concessão da DME-D foi renovada por mais trinta anos. Tudo indica que isso deve acontecer, mas até o momento, a renovação não foi oficializada.

PAULO TADEU PODE SUBSTITUIR ELOISIO

            Um petista de carteirinha, que se diz bem informado sobre os bastidores do partido, falou ontem que é concreta a possibilidade do vereador Paulo Tadeu voltar atrás na sua posição de não disputar mais eleições e aceitar ser o candidato a sucessão de Eloisio.

            Segundo ele, o prefeito não estaria animado em permanecer na chefia do executivo, preferindo abrir mão para seu líder no legislativo. Dessa forma, estaria se preservando para pleitear uma vaga na Assembleia Legislativa em 2018. Até lá, apadrinhado por Odair Cunha, assumiria um cargo no governo do Estado para ampliar sua base eleitoral.

            Quanto a Paulo Tadeu, caso venha a ser derrotado naquela que seria sua 15ª. eleição, também teria garantido um lugar no governo pelo menos até 2018.

NA SANTA CEIA

            O café do grupo santa ceia esteve mais animado na terça-feira com a presença dos líderes da oposição, Carlos Mosconi e Sebastião Navarro, ambos demonstrando muita animação para a sucessão municipal do próximo ano.

            O bate papo girou em torno do que fazer para consertar o estrago que a administração petista vem provocando tanto na prefeitura como em toda a cidade. Ambos foram unânimes em reconhecer que o futuro prefeito terá muito trabalho para recolocar Poços no rumo certo.

            O fechamento de quase oitocentos postos de trabalho nos primeiros seis meses deste ano é uma demonstração de que a cidade deixou de crescer e está andando em marcha à ré.

            Vale lembrar que no saldo negativo de empregos seria maior ainda se a prefeitura não tivesse contratado, no mesmo período, algumas centenas de novos servidores.



Escrito por Blog do Polli às 07h32
[] [envie esta mensagem] []


 
  

OBRAS PARALISADAS

            A Caixa Econômica Federal não está liberando recursos originários de emendas do ex-deputado Geraldo Thadeu para obras de reforma no Parque José Afonso Junqueira, Parque Municipal Antonio Molinari, Cristo Redentor e outros pontos de passeio. Por causa disso a secretaria de obras foi obrigada a prorrogar os contratos com as empreiteiras por mais 120 dias.

            Como a prefeitura decidiu autorizar o início das obras antes da liberação dos recursos, as reformas devem permanecer paralisadas por um bom tempo, contrariando o que disse o secretário de turismo, Romulo Vilela, um ano atrás, que as obras do parque José Afonso Junqueira terminariam antes das férias de julho... de 2014.

VERBA POUBLICITÁRIA

            Os proprietários de veículos de comunicação do interior estão respirando aliviados. O Estado renovou contrato com várias agências para fazer publicidade do governo. A verba será a mesma do ano passado, 94 milhões, descontados os R$ 26 milhões que o governo anterior ainda deve para os veículos.

            O PT de Minas Gerais organiza uma agenda de eventos e encontros para o segundo semestre visando defender o partido e o governo federal dos ataques da oposição, tentando diminuir os danos da crise política e econômica que o país atravessa. Além da participação de filiados, os deputados federais e estaduais mineiros da legenda reforçarão a retaguarda para atender o pedido da presidente Dilma Rousseff, que solicitou aos parlamentares que usem o recesso no Congresso, até o dia 31, para proteger o governo.

Em meio a um dos piores índices de reprovação de um presidente – de acordo com a pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça, a presidente Dilma tem aprovação de apenas 7,7% –, a mandatária do país orientou seus senadores e deputados federais para entrarem no que a cúpula do governo chama de “batalha da comunicação”.

A sinalização do Planalto é para que parlamentares da legenda explorem mais a mídia regional, já que, na visão da sigla, a grande a mídia impõe uma agenda negativa.

            Com a renovação dos contratos com as agências de publicidade, muitos donos de jornais, rádios e tv, principalmente do interior, que estão com a corda no pescoço podem voltar a dormir sossegados. Quanto à prefeitura de Poços, a luta maior está sendo para receber aquilo que já foi empenhado.

            Tem veículo de comunicação que ainda não recebeu publicidade institucional de 2013. E o prefeito ainda diz que deita e dorme com a consciência tranquila.

EM CAMPANHA

            Quem voltou a marcar presença nos cafés do centro é o ex-vereador Marcus Togni que, segundo consta, tentará voltar ao legislativo na eleição do ano que vem. Não se sabe ainda por qual partido, já que a entrada do ex-prefeito Paulinho Courominas no PSB pode dificultar sua eleição. Na mesma situação está a ex-vereadora Maria Cecília Opípari (Ciça) que ao contrário do que andaram espalhando por ai, não se filiou ao PT.

            A ex-vereadora deve fazer companhia a Flávio Faria, na Rede Sustentabilidade, partido de Marina Silva.

PREOCUPAÇÃO NA MARECHAL

            Vários comerciantes da Rua Marechal Deodoro já demonstram certa preocupação com o início das obras de revitalização da rua, intervenção que pode atrapalhar ainda mais as vendas que, segundo eles, já andam fracas.

            Outro motivo de apreensão é que estamos próximo do período das chuvas, fator que pode influir negativamente no andamento do serviço e neste caso as vendas de final de ano ficariam comprometidas.

            Aguardam pelo menos uma reunião com os responsáveis pela obra para que expliquem em detalhes como será feito o serviço e quais os transtornos que os comerciantes estarão sujeitos.



Escrito por Blog do Polli às 07h32
[] [envie esta mensagem] []


 
  

SEM A “PEGADINHA” NÚMERO DE MULTAS DEVE CAIR

            Em nome da transparência que deve nortear a administração pública, a Secretaria de Defesa Social, responsável por administrar o trânsito da cidade, deve repetir a mesma postura que adotou no primeiro mês de funcionamento e divulgar, mensalmente, o balanço das infrações aplicadas pelos chamados “pardais”, instalados ao longo da Av. João Pinheiro.

            Como as infrações foram canceladas até o dia 22 de junho, o número de infrações registradas até a próxima quarta-feira, quando completa um mês da aferição feita nos semáforos - estavam com o tempo do sinal amarelo reduzido - o número de multas por avanço de sinal neste período, se comparado ao anterior, será infinitamente menor.

            Assim, ficará comprovado, mais uma vez a má fé (ou incompetência) dos responsáveis por gerir e fiscalizar os equipamentos de vigilância eletrônica. O que se espera dos dois vereadores que “sugeriram” o cancelamento das multas e que continuem acompanhando o funcionamento dos “pardais” para evitar outras pegadinhas como a do mês de maio.

            Muita gente aposta que ao invés das 2.557 infrações, sem a “armadilha” as multas não devem chegar a 500, devendo ser levada em consideração também a medida adotada no período da zero às cinco horas da manhã com o amarelo intermitente.

            Aliás, já é possível prever qual será a desculpa do governo para a drástica redução no número de infrações: vão dizer que os motoristas estão mais educados e a maioria das infrações acontecia no horário em que os radares permaneciam funcionando.

            Acredite quem quiser.  

MOTO ADAPTADA PODE SUBSTITUIR CHARRETES

A moda já chegou a Belo Horizonte e está fazendo muito sucesso. Para visitar os pontos de passeio da capital mineira, os turistas contam agora com o TukTour. Popular na Índia, onde o tipo de "moto adaptada" chamada Tuk Tuk é comumente usada como meio de transporte, o veículo ficou popular na Europa, e desde o dia 22 de junho está disponível na capital mineira, a primeira cidade a receber o modelo.

Quem deseja conhecer melhor Belo Horizonte pode ir aos pontos fixos que ficam no hotel Quality, no San Diego e na Pampulha, mas os veículos também ficam rodando pelos pontos turísticos da cidade em busca de turistas. Também é possível reservar o passeio por meio do telefone 3118-2525, ou pelo site www.tuktour.com.br.

Como o uso das charretes em Poços tem causado muita polêmica por envolver animais (na semana passada um cavalo foi atropelado e morto por um carro), as “motos adaptadas” podem perfeitamente substituí-las. Segundo matéria publicada no jornal O Tempo, o Tuk Tour também vende franquias. Os interessados podem entrar em contato através do endereço eletrônico acima.

Um bom tema para as defensoras dos animais, Sheila Patresi e Maria Luiza Santiago.



Escrito por Blog do Polli às 06h43
[] [envie esta mensagem] []


 
  

COMERCIANTES REVOLTADOS

            O festival de blues e jazz, realizado no final de semana na estação ferroviária foi concorrido, mas público ainda maior compareceu na frente da estação onde carrinhos de lanche promoveram um festival gastronômico.

            Como consequência, os restaurantes e lanchonetes permaneceram vazios no sábado e no domingo, provocando protestos por parte dos comerciantes que se mostraram contrários a iniciativa deste tipo numa fase em que o movimento no comércio está fraco por causa da crise econômica.

            Um dos prejudicados, dono de duas churrascarias e uma pizzaria disparou telefonemas para os órgãos de comunicação protestando contra a iniciativa que contou com apoio da prefeitura.

SEM OPOSIÇÃO

            Entrevista com o empresário e presidente de honra do PTB local, Waldir Miguel, é sempre interessante, principalmente pelo seu estilo descontraído, e simples na solução de problemas. Na semana que passou ele foi um dos entrevistados do Jornal do Sul de Minas, da TV Poços.

            Entre outras coisas, o empresário, ao ser indagado se apoiaria o ex-prefeito Luiz Antonio numa provável candidatura em 2016, respondeu que colocaria o apoio em votação no partido durante um jantar e que se o partido não desse apoio ao ex-prefeito, pelo grau de amizade e respeito que tem por ele, pediria licença do PTB para apoiá-lo individualmente. “O Luiz foi um dos melhores prefeitos que já tivemos”, disse.

            Para o dirigente o partido continuará apoiando o prefeito da cidade seja ele quem for, “se vencer a eleição, no dia seguinte o PTB adere ao governo”. E completou, “todos os vereadores deveriam fazer o mesmo, independente de partido, venceu a eleição, todos deveriam ficar do lado do prefeito, sem oposição”, completou.

            Sensacional.

DANONE VAI INVESTIR NO INTERIOR DE SÃO PAULO

A multinacional francesa Danone adquiriu um terreno de 500 mil metros quadrados em Itapetininga (cerca de 170 km a oeste da capital paulista) para ampliar a fabricação de lácteos no Brasil.

A região é produtora de leite -principal matéria-prima da companhia- e já atraiu outros investimentos, como a fábrica da Batavo e da Castrolanda. No município, as duas cooperativas instalaram uma planta de beneficiamento de leite de R$ 120 milhões.

A companhia afirmou, por meio de nota, que a aquisição atenderá investimentos futuros e que a empresa está atenta às oportunidades de desenvolvimento de seus negócios nos mercados em que atua.

Os aportes podem superar os R$ 150 milhões na primeira fase do projeto, segundo estimativa da Investe São Paulo (agência paulista de promoção de investimentos), que assessorou a multinacional a se instalar no Estado e confirmou a transação. "Foi uma negociação importante para São Paulo. A empresa também cogitava fazer a aquisição em Minas Gerais ou no Paraná, dois grandes produtores de leite", afirma o presidente da Investe São Paulo, Juan Quirós. "A chegada da empresa na região vai beneficiar pequenos produtores." (fonte: Folha de São Paulo).

FESTA UAI SERÁ NO ESTÁDIO

            Os organizadores e a administração voltaram atrás na ideia de realizar a 33ª. Festa Uai, marcada para o mês de agosto próximo, no tatersal, zona sul da cidade.

            À exemplo dos anos anteriores a festa será na área de estacionamento do estádio e ficará à cargo da empresa de eventos Valente Produções, tendo à frente a ex-diretora de cultura, Margarida Valente.

            A participação da prefeitura, segundo informações, ficará limitada a um incentivo cultural de R$ 350 mil, sem nenhum tipo de ajuda, nem mesmo a segurança, divulgação ou cercamento da área.

            Os shows estão mantidos mas com o preço sendo reduzido para vinte reais o ingresso individual.



Escrito por Blog do Polli às 06h43
[] [envie esta mensagem] []


 
  

EM BRASÍLIA

            Ontem, durante entrevista a um órgão de imprensa, o chefe do executivo, Eloisio Lourenço, voltou a afirmar que o contrato de prorrogação da concessão do DME junto ao Ministério das Minas e Energia já foi assinado e que a distribuidora tem direito a continuar prestando o serviço por mais 30 anos.

            Como o Tribunal de Contas determinou ao ministério a suspensão das tratativas para a renovação dos contratos e existe ação da Justiça Federal no mesmo sentido, permanece a dúvida.

            Como nesta segunda-feira, os representantes do Conselho de Consumidores da DME-Distribuição, Arlene Mareca (presidente) e Cicero Machado de Morais (vice-presidente), estarão em Brasília, convocados pela Aneel para iniciar os debates em relação ao ciclo tarifário que determinará o reajuste de outubro, poderiam solicitar cópia do contrato de renovação apresenta-lo a imprensa.

            Estranha o fato de a concessão ter sido prorrogada e o contrato assinado sem nenhuma solenidade, pelo menos uma foto do ato de assinatura para ser inserida nos anais da distribuidora.

PELA QUARTA VEZ...

            ...o executivo vai encaminhar para a Câmara Municipal o projeto de lei que altera dispositivos da lei que desverticalizou o DME, propondo aumento no porcentual do lucro que é repassado para o município.

            Como a prefeitura está devendo R$ 9 milhões ao Instituto de Assistência aos Servidores (IASM), dívida que coloca em risco o atendimento dos servidores através dos planos de saúde Unimed e Climepe, os vereadores já se preparam para sofrer novas pressões pela aprovação da mensagem, partindo agora dos próprios servidores, temerosos diante da ameaça de ficar sem assistência médica.

            Junto com os dirigentes de entidades conveniadas que também estão com os pagamentos em atraso os servidores devem ser utilizados pelo prefeito como instrumento de pressão sobre os vereadores que se posicionam contrários ao projeto.

Mesmo com sérios problemas nas finanças municipais, a administração não para de inchar o quadro do funcionalismo. Segundo uma fonte ligada ao setor de pessoal, nestes dois anos e meio de mandato do governo petista, as contratações estão próximas de mil novos servidores.



Escrito por Blog do Polli às 06h52
[] [envie esta mensagem] []


 
  

VAI-E-VOLTA

            Caracterizado como o governo do vai-e-volta, a administração está refazendo o trevo na Av. Wenceslau Brás, próximo ao supermercado San Michel, onde um simples acesso a estrada que leva ao Frigorífico Tamoyo ou bairros adjacentes nunca causou problema.

            Como o fechamento do acesso não deu certo, provocando inúmeras reclamações, pela segunda vez o departamento de trânsito está tentando consertar aquilo onde não deveria ter mexido.

SOM E LUZ

            Após adiar sine die pregão para a contratação de empresa visando a locação de equipamentos de som, luz e outros equipamentos necessários para a realização de eventos, a prefeitura republicou ontem edital reabrindo a licitação, cujas propostas serão abertas no dia 3 de agosto, antes da realização da Festa Uai.

CONTINUA MAL

            Mesmo com a administração batendo bumbo e dizendo que o setor de saúde melhorou na atual administração, não é o que se vê por aí. Reclamações contra o atendimento do Samu, assim como do transporte de pacientes para fora do município e até mesmo falta de convênios com a Unicamp e hospitais de Ribeirão Preto estão no rol das reclamações.

            Quando presidia o Conselho Municipal de Saúde, o dentista Eloisio Lourenço vivia criticando as administrações passadas, dando a impressão que sabia a solução para todos os problemas do Sistema Municipal de Saúde.

            Não é isso que tem demonstrado na chefia do executivo.

NEM TUDO...

            Dizem que em política tudo é possível, mas nem sempre. Em todo caso, corria boato ontem, no pedaço da gorjeta, que o ex-vereador Renato Mantovani, com o devido aval do seu amigo, o presidente de honra do PTB, Waldir Miguel, estaria articulando para que o ex-prefeito Paulo Cesar Silva seja o vice na chapa encabeçada pelo prefeito Eloisio.

Ainda sobre a sucessão na prefeitura: Maria Helena Braga a ex-secretária de educação, não abre mão de disputar com Regina Cioffi a indicação do PPS para concorrer à chefia do executivo. Garante que se for preciso vai bater-chapa na convenção que indicará a candidata.

MAIS UMA...

            A moção de apelo, iniciativa dos vereadores de oposição, votada e aprovada pela Câmara Municipal na sessão de terça-feira e que será encaminhada ao Departamento Nacional de Infraestrutura em Transporte (DNIT), deu o que falar já que a Avenida Wenceslau Brás, trecho urbano de rodovia federal, na zona leste da cidade está quase intransitável devido a má conservação do asfalto, expondo os motoristas e passageiros e riscos de vida.

            Antonio Carlos Pereira, que subscreveu o requerimento criticou a falta de força política da cidade para reivindicar atenção do órgão federal para o problema citando a moção de protesto, apresentada anteriormente pelo líder da situação, Paulo Tadeu sobre o assunto. Na resposta a este requerimento o Dnit disse que o recurso destinado a recuperação do trecho fora retirado das licitações e a verba transferida para outra obra em Pouso Alegre, base eleitoral do deputado Odair Cunha.

ALEGRIA HOJE, CHORO AMANHÃ.

A Associação Comercial está comemorando o início das obras de revitalização da Rua Marechal Deodoro. Alguns comerciantes estabelecidos na rua, no entanto, estão receosos quanto ao tempo em que vai durar a obra e os problemas que elas irão ocasionar com a necessária troca de tubulações das redes de água e esgoto, ligações elétricas e do próprio asfalto.

Temem que o período de chuvas atrapalhe o serviço e o principal: sabendo que a empreiteira que vai executar o serviço é ligada ao PT, já dão como certos os aditivos para encarecimento da obra, cujo prazo de conclusão poderá ser esticado pelo menos até o final desta administração.

Com esta bagunça toda, aliada a crise do comércio, muitos podem quebrar de vez. Ou seja, alguns estão rindo agora para chorar depois.

RODAPÉ

Bom final de semana.



Escrito por Blog do Polli às 06h52
[] [envie esta mensagem] []


 
  

SERVIDORES PODEM FICAR SEM OS PLANOS DE SAÚDE

            A persistir a situação atual, os servidores públicos municipais correm sério risco de não ser mais atendidos pelos planos de saúde Unimed e Climep, em virtude da falta de pagamento por parte da prefeitura que está repassando ao Instituto de Assistência dos Servidores (IASM), apenas o valor que é descontado dos servidores, deixando, no entanto, de recolher a parte patronal.

            A situação se agravou de tal maneira que o conselho que administra o Instituto, após reunião, decidiu recorrer ao Ministério Público para que os responsáveis pela administração sejam responsabilizados pela dívida que já ultrapassa os R$ 9 milhões.

            Antes mesmo de tomar posse no cargo, a diretoria do Instituto se reuniu com Eloisio, relatando a ele o fato de a administração anterior estar devendo R$ 2 milhões para o Instituto. Eloisio garantiu que tão logo assumisse o posto iria fazer uma programação de pagamentos para saldar a dívida.

            Não cumpriu o prometido e ainda aumentou a dívida em mais R$ 7 milhões. A diretoria fez várias reuniões com o chefe do executivo expondo a ele o agravamento da situação, já que para cobrir as despesas com atendimento médico está recorrendo a um fundo de reserva que o Instituto mantém, no valor de R$ 5 milhões.

            Apesar das inúmeras e permanentes cobranças ao longo destes dois anos e meio de mandato, a situação permaneceu a mesma e hoje, além dos R$ 9 milhões que a prefeitura deve ao Instituto, para não prejudicar os servidores, a diretoria teve que lançar mão de três milhões do fundo de reserva que baixou de cinco para apenas dois milhões de reais.

            “Estamos perdendo duas vezes, primeiro porque a prefeitura não paga o que deve e segundo porque estamos tirando dinheiro do fundo para completar o pagamento mensal aos planos contratados”, disse um dos conselheiros, manifestando preocupação também com o futuro já que o conselho pode ser responsabilizado por má gestão.

            Como todas as tratativas com o chefe do executivo foram esgotadas porque não deu em nada, a solução encontrada é pedir auxílio do Ministério Público para que seja feita uma interpelação ao responsável pela prefeitura e quem sabe até o atraso possa originar uma ação civil pública para apurar responsabilidade dos atuais gestores das finanças municipais.

            Embora o legislativo esteja de recesso, o fato deve repercutir também entre os vereadores que precisam se manifestar a respeito da situação que se não for resolvida pode inviabilizar um dos maiores benefícios que a prefeitura oferece aos servidores que é a assistência médica através dos planos de saúde.

            Se o prefeito tivesse cumprido com sua obrigação, o Instituto teria em caixa hoje R$ 14 milhões. Na opinião do conselheiro, isso facilitaria uma ajuda maior aos associados que pagam hoje 40% das despesas médicas. “Poderíamos voltar a bancar 80%, como era antes, colaborando com aqueles que se utilizam dos planos de saúde”, disse o conselheiro.

FESTA PODE SE TRANSFORMAR EM NOVO PROBLEMA

            A 33ª. Edição da Festa Uai, marcada para ser realizada em agosto próximo, tem tudo para se transformar em mais uma lambança da atual administração, segundo os comentários que correm a respeito das alterações que a prefeitura pretende introduzir no evento.

            Nos anos anteriores a festa sempre foi organizada e paga pela prefeitura através da secretaria de turismo e era realizada na área de estacionamento do estádio municipal, com entrada franca.

            Este ano os secretários de turismo e cultura, com aval do chefe do executivo estão inovando, transferiram o local da festa para a área do Tatersal, na zona sul, e estudam uma forma de “terceirizar” o evento para a Valente Produções, que registrou o título da festa em seu nome.

            O evento seria entregue a empresa com uma “ajuda” da prefeitura em torno de R$ 400 mil para despesas com estrutura, contratação de shows e tudo mais. Um dos shows que já está sendo anunciado será com a dupla Maria Cecília e Rodolfo, agendado para o dia 22, com cobrança de ingresso. Camarote Vip R$ 120,00 e ingresso individual R$ 40,00.

            Para que a parceria entre a empresa de eventos e o município seja legal, já que haverá cobrança de ingressos, será necessária a celebração de um convênio, com as regras estipuladas para ambas as partes, com aprovação legislativa.

            Como o local da festa e os shows já estão sendo anunciados, ontem na Câmara, alguns vereadores, inclusive da situação manifestaram preocupação com os detalhes da festa. 

            Ao participar do programa Canal Aberto, o secretário de cultura, João Alexandre, disse que estava desinformado sobre o assunto que, segundo ele, está entregue ao seu colega, Fernando Posso, do governo.

            Os dois shows anunciados, segundo informações, foram contratados com a intermediação de um empresário de São Lourenço.

UMA NO CRAVO...

            ...outra na ferradura. Não é aconselhável convidar para o mesmo café os vereadores petistas Paulo Tadeu e Flávio Faria que passam por uma fase de troca de farpas. Faria foi o autor da homenagem aos sessenta anos do setor elétrico em Poços de Caldas, uma sessão solene realizada na última sexta-feira.

            Paulo Tadeu não compareceu e dizem, como liderou um boicote a iniciativa do colega. Apenas quatro dos quinze vereadores marcaram presença na sessão, Regina Cioffi, Rogério Carrilo, Joaquim da Farmácia e o autor da homenagem.

            Na sessão de terça-feira, Faria deu o troco, no momento da votação de requerimento com moção de aplausos ao prefeito pela vinda do curso de medicina, de autoria do líder Paulo Tadeu, se ausentou do plenário, deixando explícito seu descontentamento pelo boicote sofrido na sessão solene de homenagem ao DME.

            Tudo leva a crer que Flávio aguarda apenas o registro do partido de Marina Silva, que deve sair em agosto, para pedir desfiliação do PT. Se isso acontecer o executivo perderá a maioria na Câmara. Num momento em que Eloisio ainda sonha com a aprovação do projeto do DME.

SEM DEFESA

            Com muita razão, o vereador Antonio Carlos Pereira desceu a lenha no deputado Odair Cunha na sessão de terça-feira, quando se discutia novamente o péssimo estado do asfalto da Avenida Wenceslau Brás, perímetro urbano de uma rodovia federal.

            Pereira perguntou por anda Odair Cunha, o deputado que virou Secretário de Estado e que levou de Poços dez mil votos na última eleição, inviabilizando a eleição dos deputados da terra.

            Nenhum vereador da situação respondeu, até porque não há defesa para o deputado forasteiro que enganou a população com ajuda do prefeito e seu grupo petista.

            Ontem o prefeito viajou para Belo Horizonte, espera-se que retorne com alguma novidade que traga benefício para a população.



Escrito por Blog do Polli às 07h19
[] [envie esta mensagem] []


 
  

POR ONDE ANDA...

            ...aquele caminhão-varredeira apresentado com toda pompa e circunstância pela atual administração no dia 14 de janeiro de 2015, propriedade da Vina, empresa contratada para o serviço de limpeza urbana a peso de ouro?

            Na demonstração da “eficiência” da máquina, durante teste na Av. João Pinheiro, o prefeito Eloisio garantiu que ela iria varrer 70 kms. de ruas por dia, fazendo o trabalho equivalente a vinte varredores  e seria uma verdadeira revolução no setor de limpeza pública.

            O caminhão-varredeira, segundo o prefeito, faria o trabalho de varrição diariamente nas três principais avenidas da cidade: João Pinheiro, Wenceslau Brás e Alcoa. Não é o que estamos vendo.

            Estavam presentes na demonstração o vice, Nizhar, o secretário de Obras, Aldo Foltz Hanser, mais Zequinha Muniz (Serviços Públicos) e Fernando Posso, do governo.

NÃO EMPLACOU

A presidente da Casa, vereadora Regina Cioffi bem que tentou, mas não conseguiu emplacar alterações que pretendia introduzir no sistema de controle interno do legislativo. 

            Ao perceber que sua proposta seria rejeitada pelo plenário, tratou de retirá-la de pauta, mas passou a sessão inteira de cara amarrada, com jeito de quem não gostou da rejeição imposta pelos colegas as suas pretensões.

PONTO DE ENCONTRO

            Aos poucos, a Casa do Açaí, agora também cafeteria, do empresário e consultor, Silvio José Ferreira, vai se tornando o ponto de encontro também dos políticos sulfurosos que já estão marcando no local.

Nos próximos dias, após reformulação no ambiente, a casa passará a estender o expediente também pela manhã, oferecendo, além de café de primeira qualidade, também pãezinhos frescos, feito na padaria que está sendo montada no local para servir a clientela.

Silvio que iniciou a carreira na agência do Bradesco, hoje é um consultor, contratado por empresas de renome no sul de Minas e em muitos municípios paulistas.

Para os íntimos continua sendo o estimado Silvinho Instantâneo. Apelido que ganhou por ter instalado o primeiro caixa eletrônico no Bradesco na região.

RODAPÉ

A administração alega que não tem dinheiro para pagar o IASM, mas está gastando dinheiro com a realização da Festa Uai para agradar os eleitores da zona sul.



Escrito por Blog do Polli às 07h19
[] [envie esta mensagem] []


 
  

TRÂNSITO: CAÇA AOS INFRATORES

            Depois da lambança nos primeiros 50 dias de funcionamento dos radares instalados na Av. João Pinheiro e a correção do tempo no sinal amarelo, medida que deve reduzir sensivelmente o número de multas aplicadas pela vigilância eletrônica, a Secretaria de Defesa Social, comandada pelo glorioso ex-PM, Luiz Carlos Lima, responsável pelo trânsito, coloca nas ruas, a partir de hoje, 28 agentes de trânsito, concursados, contratados e treinados para atuar na fiscalização.

Isso quer dizer o seguinte: além da empresa responsável pela locação dos radares (algo em torno de R$ 180 mil/mês), a prefeitura vai querer tirar o atraso das multas que foram canceladas (mais de duas mil) e ainda os salários pagos aos novos agentes.

Aos motoristas restam apenas duas saídas: pagar as multas que com certeza serão aplicadas por mínima que seja a infração, ou deixar o carro em casa.

A indústria das multas está a pleno vapor e se servir de consolo, já deu 28 novos empregos. E viva o PT, também conhecido como Partido dos Trabalhadores.

OITO MILHÕES PARA ASFALTO

            Está em gestação na Secretaria de Obras uma licitação no valor de R$ 8 milhões para serviço de pavimentação asfáltica. O edital deve ser publicado no diário oficial do município nos próximos dias.

            O mais interessante, segundo informações de um vereador da própria base da administração, é que a prefeitura, pelo menos por enquanto, não tem recurso e muito menos dotação orçamentária para a realização deste tipo de concorrência, fato que deve originar questionamento ao executivo caso a licitação seja aberta.

            Consta que a “pressão” para a Fazenda liberar o edital da licitação está sendo feita pelo todo-poderoso subsecretário de obras, que continua residindo em Nova Lima.

EMPREITEIROS SEM RECEBER

            Por falar no dito cujo, o imbróglio criado com a autorização para início das obras de reforma dos pontos turísticos e praças esportivas tem tudo para se transformar em mais uma dor-de-cabeça para o prefeito e desgaste para o governo.

            Segundo um empreiteiro, as empresas foram autorizadas a iniciar as reformas e uma delas, inclusive, sem contrato e ordem de serviço. O problema é que feita a primeira medição, veio a surpresa: a Caixa Econômica Federal não tem e não deve liberar recurso para o pagamento.

            Os empreiteiros aguardam uma solução e se ela não vier, prometem colocar a boca no trombone.

FESTA UAI NO TATERSAL

            O ti-ti-ti no pedaço da gorjeta ontem à tarde ficou por conta da realização da próxima Festa Uai, no Tatersal, na zona sul, ao invés da área de estacionamento do estádio municipal, como nos anos anteriores.

            A intenção da administração, que está apoiando o evento com mais de R$ 300 mil, é agradar a população da zona sul, já com vistas a eleição de 2016. O problema é que a festa será terceirizada para a empresa Valente Produções, detentora do nome da festa.

            E haverá cobrança de ingressos. No show da dupla Maria Cecília & Rodolfo, marcado para o dia 22 de agosto, o ingresso Vip está sendo vendido a R$ 120,00 com direito a cerveja, vodka e refrigerantes de graça. Na pista a entrada custa R$ 40,00. Só para comparar: na IAPIC o ingresso individual saiu por R$ 33,00, com show de artistas de maior sucesso.

            Mais uma polêmica criada pela administração petista, onde o lema é porque facilitar se podemos complicar?



Escrito por Blog do Polli às 06h36
[] [envie esta mensagem] []


 
  

DESPRESTÍGIO

Pegou mal a presença de apenas quatro vereadores (Regina, Joaquim, Carrilo e Flávio Faria), na sessão solene realizada sexta-feira em homenagem aos sessenta anos do DME.

Nem mesmo o líder da bancada da situação esteve presente e, segundo as más línguas, a ausência se deu pelo fato de Flávio Faria ter sido o autor do requerimento que deu origem a homenagem.

Outro detalhe notado na festa foi a presença do diretor superintendente, João Deom, sem o uso da gravata, acessório que não dispensa como ministro da eucaristia.      

OMISSÃO OU DESCUIDO?

            Coincidência ou não, após a manifestação do ex-deputado Geraldo Thadeu, publicada no blog, contrária a aprovação da lei que aumenta o repasse dos lucros do DME para a prefeitura, o prefeito parece manter distância do seu aliado.

            No anúncio da implantação do curso de medicina, mesmo sabendo que a conquista se deve a um trabalho do deputado, não citou seu nome uma única vez e no noticiário sobre as obras (únicas) que a prefeitura vem executando com recursos de emendas do ex-parlamentar, o nome de Geraldo tem sido omitido até nos releases.

            Talvez seja porque o deputado também declarou que o PSD não deve caminhar junto com o PT nas eleições do ano que vem.

ENERGIA: ASSOCIAÇÃO É CONTRA PROCESSO DE RENOVAÇÃO

DAS DISTRIBUIDORAS

A Associação de Consumidores Proteste é contra o processo de renovação das concessões na distribuição. A associação manifestou essa posição na Audiência Pública 38/2015 que debateu, no último dia 10, a minuta do contrato de concessão para as distribuidoras. O Tribunal de Contas da União já determinou a suspensão do processo e o Ministério Público Federal já ajuizou Ação Civil Pública questionando a prorrogação.

Na consulta pública que se encerra nesta segunda-feira, 13 de julho, a Agência Nacional de Energia Elétrica propõe um modelo de termo aditivo aos contratos para a prorrogação das concessões de distribuição de energia elétrica, considerando as disposições estabelecidas no Decreto 8.461/2015. As novas cláusulas incorporadas ao contrato referem-se a regulação econômica, qualidade do serviço e governança corporativa. Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste, é contra esse entendimento da Aneel no sentido de que os critérios caracterizam-se como obrigações novas e que, por isso, seus custos deveriam ser repassados para a tarifa. Segundo ela, o consumidor, que já vem sendo penalizado com elevados reajustes de tarifas, não pode ser ainda mais onerado. Ela diz ainda que a associação entende que os custos para adequação aos critérios do Decreto 8.461/15 não devem ser repassados para a tarifa, constituindo-se como ônus do concessionário para manutenção da concessão.

Dos 63 contratos de concessão existentes, 41 foram originados de procedimentos não licitatórios, da época em que o setor elétrico ainda era estatal. Hoje, as empresas concessionárias são privatizadas e regidas por práticas administrativas voltadas para interesses privados de grupos econômicos. Segundo a Proteste, o setor elétrico, desde as privatizações que se iniciaram em 1995, vem passando por modificações profundas. A mais recente delas, a Medida Provisória 579/2012, convertida na Lei 12.783/2013, trouxe incertezas profundas a todos os agentes econômicas do mercado e enormes prejuízos para os consumidores, estando neste momento enfrentando uma crise de grandes proporções.

Na avaliação da Proteste, a prorrogação dos contratos, mesmo que prevista em lei, só é possível nos casos em que as concessões tenham resultado de licitação. Para a associação, a maneira que a prorrogação está sendo conduzida é açodada e tem potencial de causar danos de difícil reparação ou irreparáveis para o setor elétrico e desenvolvimento econômico do país, já que se pretende que os aditivos vigorem por mais 30 anos. (canal energia).



Escrito por Blog do Polli às 06h36
[] [envie esta mensagem] []


 
  

PRESSIONADO, PREFEITO VOLTA ATRÁS E CANCELA MULTAS.

            Como já era previsto, diante da pressão popular, da intervenção do Ministério Público e das denúncias formuladas pelos vereadores de oposição, o prefeito Eloisio Lourenço voltou atrás e cancelou as multas aplicadas pelos radares da Avenida João Pinheiro desde o dia primeiro de maio, quando o equipamento entrou em operação, até o dia 23 de junho, quando foi feita a aferição dos semáforos, ficando constatada a irregularidade (ou má fé) na redução do tempo do sinal amarelo, falha que resultou em mais de duas mil infrações por avanço do sinal vermelho.

            Para disfarçar a pressão que o levou a tomar esta medida, o chefe do executivo combinou com os vereadores Paulo Eustáquio e Lical que eles apresentariam na sessão ordinária de terça-feira, uma “sugestão” para que as multas fossem transformadas em simples notificações, com a extensão do chamado “período educativo”.

            Diante do reconhecimento de que existiram falhas na implantação do sistema de vigilância eletrônica, os vereadores de oposição devem questionar agora quem pagará o prejuízo. O desgaste político fica para o prefeito e seu grupo político, mas e o prejuízo que isso ocasionou aos cofres públicos, quem paga essa conta?

            Pelos cálculos, a empresa responsável pela locação e administração dos equipamentos no período em que as multas foram canceladas terá direito a receber mais de R$ 300 mil. Além desse custo, ocorreram despesas com a expedição das notificações pelo correio, pagamento de horas extras etc. etc. Outro ponto a esclarecer será de que forma os infratores que já recolheram as multas serão reembolsados.

            O blog foi o primeiro a levantar a questão do tempo de 2,5 segundos no sinal amarelo, diferente dos 4 segundos exigidos pela legislação. Em seguida os vereadores Antonio Carlos Pereira e Marcos Sansão abordaram a questão, Pereira mostrou o problema no seu programa diário Canal Aberto enquanto Sansão filmou e cronometrou a irregularidade que foi levada ao legislativo e depois entregue ao Ministério Público.

            Os vereadores Lical e Paulo Eustáquio participaram apenas da encenação para a saída “honrosa” do chefe do executivo, antecipando uma ação decisiva por parte do Ministério Público.

            Apesar de tudo, é justo reconhecer que prevaleceu o bom senso.

 

OUTRO CONTRATO DE CARONA

            Na reunião de terça-feira, o vereador Marcos Sansão levantou outra questão que diz respeito às chamadas Atas de Adesão, já utilizada pela administração local, junto a prefeitura de Mariana, para contratar, sem licitação, o escritório de engenharia Projeta pelo valor de R$ 5,7 milhões.

            Sansão denunciou a celebração de contrato para prestação de serviço de comunicação, utilizando Ata de Adesão, ou “contrato de carona” através de licitação já realizada pela prefeitura de Franco da Rocha, no interior paulista, cidade administrada pelo PT.

            Através de um pedido de informações, o vereador quer que o executivo esclareça o valor e o porquê desta contratação.

TRAMONTE CANDIDATO?

            Segundo confidências de um vereador que integra a base de sustentação do prefeito no legislativo, a sucessão municipal de 2016 poderá apresentar como surpresa a candidatura do apresentador do ”Balanço Geral”, da TV Record-Minas, Mauro Tramonte, que está filiado ao PRB, partido da base aliada dos governos estadual e municipal.

            A intenção inicial do PRB seria o lançamento da candidatura do secretário de governo Fernando Posso para o lugar de Eloisio. Como o secretário está desgastado, o nome de Mauro Tramonte, que continua residindo em Poços e já foi vereador, está sendo lembrado para entrar na disputa, quem sabe até com apoio do PT que neste caso, não lançaria candidato.

            Como Posso já declarou estar filiado ao PRB levado pelas mãos do apresentador e por este motivo mantém com ele excelente relacionamento, a candidatura própria do partido não está descartada. Tramonte seria uma espécie de tábua de salvação para o próprio PT, que como já adiantou o governador Fernando Pimentel, dificilmente manterá no cargo o mesmo número de prefeitos.

            Seria também uma saída honrosa para Eloisio que livre de derrota começaria a trabalhar em algum cargo do Estado de olho em uma vaga na Assembleia Legislativa em 2018.

TRÂNSITO COMPLICADO

            Com a indústria das multas instaladas na Avenida João Pinheiro, muitos motoristas preferem evitar os radares, buscando como rota alternativa para a zona oeste a Avenida Champagnat, que se já tinha problemas antes, agora ficou com a situação ainda mais complicada no trecho de mão dupla.

            Uma alternativa para o problema seria implantar mão única tanto na avenida Champagnat, como na Rua Nico, Duarte até o cruzamento com a Avenida Gentil Messias, próximo a Unimed, onde um semáforo daria maior segurança aos motoristas. A solução já foi pensada em administrações anteriores, mas esbarra na feira-livre de terça-feira, problema que parece de fácil solução.

            Esta seria uma boa iniciativa do Demutran, se bem que neste departamento a ordem é complicar e não facilitar a vida dos motoristas, como se comprova pelas últimas intervenções.



Escrito por Blog do Polli às 06h35
[] [envie esta mensagem] []


 
  

TURISTAS MOVIMENTAM COMÉRCIO

            Mesmo considerando o movimento fraco para o mês de férias, alguns comerciantes e hoteleiros diziam ontem que estavam confiantes no aumento do número de isitantes para este final de semana prolongado para os paulistas, com o feriado desta quinta-feira.

            O comércio tem registrado queda acentuada de forma geral, reflexo da crise econômica e da inflação em alta e muitos comerciantes tiveram que cortas empregos para equilibrar receita com despesa. Outros em situação mais difícil tiveram que abandonar o negócio, razão pela qual se podem notar muitos pontos comerciais no centro com a placa de aluga-se ou passa-se este ponto.

            Quem mais está sofrendo com a queda no movimento são os restaurantes e lanchonetes que viram a clientela diminuir sensivelmente. Apenas as pizzarias e as lanchonetes de produtos americanizados ainda continuam com boa frequência.

            A mesma reclamação é compartilhada pelos expositores das feirinhas de final de semana onde os turistas passeiam, perguntam o preço, mas não levam quase nada.

            Ontem à tarde até um charretista chorava as mágoas pelo fraco movimento, culpando a administração pela falta de divulgação, os pontos de passeio e os jardins abandonados e até mesmo o alto custo cobrado pelos banhos nas Thermas.

            O Julhofest, segundo ele, não atrai mais ninguém.

EM BAIXA

            Postada as 9h45m da manhã de ontem, uma mensagem com o prefeito anunciando o início das obras da “Avenida” Marechal Deodoro contava até as 20h30m apenas uma curtida e nenhum comentário.

            Enquanto isso, uma postagem falando das multas no mesmo período registrou 132 curtidas e 53 comentários, todos desfavoráveis ao alcaide.

DME: TCU ADIA ANÁLICE DE PROCESSO SOBRE AS RENOVAÇÕES

O Tribunal de Contas da União adiou a avaliação pelo plenário do processo que trata das regras de renovação das concessões das distribuidoras, previsto para esta quarta-feira, 8 de julho. Segundo a assessoria do TCU, o processo continua em análise pela área técnica e a previsão é de que ele seja analisado pelos ministros na sessão da próxima quarta-feira, 15.

A assinatura dos contratos foi suspensa no dia 12 de junho por medida cautelar concedida pelo ministro José Múcio da Silveira. O tribunal considerou insuficientes as explicações apresentadas pelo Ministério de Minas e Energia para fundamentar a opção de não licitar as concessões. A cautelar não impede a realização da audiência pública da Agência Nacional de Energia Elétrica com a proposta do termo aditivo e do contrato de concessão.

            Enquanto o Tribunal de Contas da União não analisa o processo, permanece indefinida as renovações das concessionárias de energia que tiveram seus contratos extintos em 7 de julho, como é o caso do Departamento Municipal de Eletricidade.

RODAPÉ

Já tem internauta sugerindo alteração no nome da Rua Barão do Campo Místico, conhecida como rua Vai-e-Volta, para Eloisio do Carmo Lourenço.



Escrito por Blog do Polli às 06h35
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



OUTROS SITES
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!