Blog do Polli
  

BATE-BÔCA NA FAZENDA

            Atraso de vários meses no pagamento de propaganda institucional levado ao ar por uma emissora regional resultou em bate-bôca animado entre o secretário da Fazenda, Nestor Moura, e o representante comercial da tv. A troca de “gentilezas” entre as partes foi em altos brados, testemunhada por todos que estavam na secretaria.

            Na tentativa de justificar (o injustificado) atraso, o secretário chegou a dizer que a prefeitura está sendo “perseguida” pela emissora, apenas porque a administração é do PT.

ANIMAÇÃO GARANTIDA

            A irrequieta Luana Menin, uma das responsáveis pelo sucesso da passeata realizada na tarde no dia 15 contra a presidente Dilma, está entusiasmada com a possibilidade de disputar a sucessão municipal de 2016. Já tem até partido para abrigar sua candidatura a prefeita, o Solidariedade, do Paulinho da Força.

            A se confirmar sua candidatura, mas as de Diney Lenon e Rovilson de Lima, a animação da campanha nos debates e no horário eleitoral está garantida.

PRESIDENTE PRESTIGIADA

            Quem ganhou o respeito e admiração na cúpula da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), graças a sua batalha em defesa de reajustes menores no preço de energia foi Arlene Mareca, presidente do Conselho de Consumidores para Reajuste Tarifário da DME-D. Ela acaba de ser convidada pela diretoria da agência para fazer uma palestra no dia 9 de abril, em reunião que a agência vai promover com os presidentes que representam os consumidores das outras distribuidoras.

            Aos poucos, Arlene foi conquistando espaço e mostrando que é possível sim, batalhar por reajuste menor de energia elétrica. Não fosse pelo sua atuação e persistência, a energia em Poços estaria hoje pelo menos 20% mais cara.

CÂMERAS: VEREADORES QUEREM INFORMAÇÕES

            Deu entrada na sessão de terça-feira, pedido de informação formulado pelos vereadores Paulo Eustáquio e Luiz Carlos Pena e Silva (Lical), a respeito da compra de equipamentos eletrônicos para vigilância.

            Além de detalhes sobre a locação dos radares que foram instalados na Av. João Pinheiro, os vereadores querem saber quem comprou (ou sugeriu a compra) das câmeras de videomonitoramento que foram instaladas no centro da cidade em 2007 mas que nunca funcionaram e estão desaparecidas.

            O alvo da dupla, segundo consta, é o ex-comandante da PM, hoje secretário de Defesa Social, Luiz Carlos Lima. Em 2007 Lima ainda estava na ativa e comandava a PM.



Escrito por Blog do Polli às 06h51
[] [envie esta mensagem] []


 
  

JOGO DE EMPURRA

            Empresários da construção civil que prestam serviços para a prefeitura rebatem a afirmação feita terça-feira pelo prefeito Eloisio Lourenço ao microfone da Rádio Difusora. Segundo disse o prefeito, os pagamentos aos empreiteiros estão atrasados em virtude da falta de repasse de recursod por parte do governo federal.

            Os empreiteiros alegam que uma coisa não tem nada a ver com a outra porque foram contratados pelo município e o empenho prévio da despesa é responsabilidade da prefeitura.

QUERENDO APARECER

            Vereadores tanto da oposição como da situação começam a ficar impacientes com o comportamento da presidente que às vezes esquece que sua principal função é dirigir os trabalhos, e desanda a fazer discursos de autoelogios, esquecendo que o regimento interno impõe horários que disciplinam a ordem dos trabalhos. Na sessão passada, aproveitou a plateia para se auto elogiar, repetindo pela milésima vez a sua “emoção” em presidir o legislativo poços-caldense.

            Tem vereador que começa a sentir saudades do ex-presidente Paulo Tadeu.

CANDIDATURA PRÓPRIA

            Cresce no PMDB local o movimento pelo lançamento de candidatura própria na eleição municipal de 2016. Já é consenso entre os líderes peemedebistas que o partido deve lançar candidato a sucessão de Eloisio e dois nomes despontam como os preferidos: Albert Mareca e Cicero Machado de Morais.

            Há quem diga, no entanto, que os peemedebistas estão apenas criando dificuldade para obter facilidade, ou seja, querem emplacar o vice na chapa do Eloisio. Isso, naturalmente, dependendo das chances de vitória do atual prefeito. Se a sua administração não decolar até o final do ano, o partido desembarca de vez da administração e será seu adversário na eleição.

MAIS UMA

            Por unanimidade, os vereadores aprovaram, na sessão ordinária de terça-feira, a criação da Secretaria Municipal de Cultura, antiga reivindicação da classe artística, concretizada agora na gestão petista.

            Com esta aprovação, fica esvaziada a secretaria de turismo que aos poucos vai perdendo importância no organograma da administração municipal. O que se espera é que mesmo a nova secretaria continue trabalhando em parceria com o turismo, programando seus eventos para datas que coincidam com a presença do público externo para melhor aproveitamento dos recursos.

            Necessário se faz também que a partir de agora as ações custeadas através de incentivos culturais sejam por ela administrados e que este tipo de investimento deixe de premiar projetos mequetreques, sem nenhum conteúdo de interesse cultural.

NOVOS SALÁRIOS

            O diário oficial publicou na edição da última terça-feira, a Lei 9.032, que fixa novos valores para os subsídios recebidos pelos agentes políticos. Com o reajuste de 6,23% referente ao índice inflacionário, o prefeito passa a receber mensalmente R$ 26.066,55, seu vice R$ 13.902,16 e os secretários R$ 10.079,05, enquanto que os vereadores terão salários de R$ 10.244,18.

NOVA CONTRATAÇÃO

            Segundo informações de um engenheiro que presta serviço na Secretaria de Obras, está em fase de formatação naquela secretaria edital para contratação de empresa que será encarregada do serviço de manutenção dos prédios públicos pertencentes ao município.

            A empresa a ser contratada receberá um valor fixo mensal, realize ou não qualquer tipo de serviço no mês. Quando a diferença for à maior, além do fixo receberá a diferença.

            Assim como ocorreu com a contratação de empresa para elaboração de projetos de arquitetura e engenharia, no valor de R$ 5,7 milhões, esta também reúne ingredientes para ser questionada pelos vereadores de oposição.

            JARDIM BOTÂNICO NO CONGRESSO DE MEIO AMBIENTE

 

No período de 20 a 22 de maio será realizado no Espaço Cultural da Urca, o “XII Congresso Nacional de Meio Ambiente de Poços de Caldas” cuja programação e últimas notícias podem ser acompanhadas através do endereço www.meioambientepocos.com.br.

Promovido pela GSC Eventos em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul de Minas Gerais (Campus Muzambinho), durante reunião na segunda-feira, foi firmada parceria com a Fundação Jardim Botânico. Participaram do encontro, a coordenadora de Eventos da empresa, Munnira Roumié, e os representantes da Fundação, o diretor Administrativo-Financeiro Bruno Figueiredo, e o jornalista P. A. Ferreira.

Além da submissão de trabalhos científicos à bancada examinadora, temas relevantes foram abordados, com, a Conservação Ambiental; a Educação Ambiental; o Turismo Sustentável; a Segurança Alimentar e Ocupacional; os Resíduos Sólidos e Líquidos; a Valoração e Economia Ambiental; as Fontes de Energia; a Legislação e Direito Ambiental; os Sistemas de Produção Agroecológicos; e, Sistema de Esgotamento Sanitário e Drenagem Urbana.

As inscrições para participar do XII CNMA-PC podem ser feitas on-line através do endereço www.meioambientepocos.com.br e informações podem ser obtidas através do telefone (35) 3607-1551 ou pelo endereço eletrônico falecom@gsceventos.com.br. O prazo para envio de trabalhos foi prorrogado até o dia 31 de março e também inscrições estão com descontos especiais até essa data. Confira no site!



Escrito por Blog do Polli às 06h50
[] [envie esta mensagem] []


 
  

VEREADORES TEMEM AÇÃO

            Em conversas ao pé-do-ouvido nos corredores do legislativo, vereadores alinhados com o executivo comentam o receio em votar o projeto que altera dispositivos na lei do DME. A cautela nesta votação seria por causa de ações populares movidas no passado que mexeu no bolso de muitos vereadores, condenados a reembolsar o prejuízo causado ao município.

            Embora a contagem nesta votação esteja empatada, a impressão é que vereadores como Joaquim da Farmácia e Luiz Carlos Pena e Silva estão indecisos quanto ao voto.

            Indecisos, preferem fugir da imprensa negando qualquer declaração contra ou a favor do projeto. Joaquim empurra a decisão para o seu partido (PMDB) enquanto que Lical jura (mas ninguém acredita) que desta vez votará contra porque teme que a justiça tire o “leitinho” das crianças.

PROCESSO PODE SER JUDICIALIZADO

            A disputa entre executivo e legislativo para a aprovação do projeto substitutivo que altera dispositivos da lei 111, que criou as empresas de energia elétrica pode acabar sendo judicializado e permanecer na justiça por um bom tempo, atrapalhando os planos da administração que encara as mudanças, principalmente o aumento no repasse dos lucros, como uma espécie de tábua de salvação para tirar a prefeitura do atoleiro.

            Advogados consultados por vereadores da oposição entendem que por se tratar de um questionamento constitucional, uma ADIN – Ação de Inconstitucionalidade – não poderia ter sido impetrada no Tribunal de Justiça do Estado, mas sim no Supremo Tribunal de Justiça que julga ações que ferem a Constituição.

            Outro questionamento diz respeito ao fato de a empresa de consultoria Amadeus ser a proponente da ação. Embora seja contratada pela prefeitura, não é parte interessada no processo. No entender desses advogados a ação deveria ter como autoria o poder executivo através da Procuradoria Geral.

            O fato é que a administração terá que vencer vários obstáculos antes de levar a proposta a plenário. Um deles é a realização de audiência pública, já convocada para o próximo dia 9 de abril.

            Entidades representativas da sociedade, associações de classe, a ADISMIG e até a maçonaria pretendem se manifestar contra a elevação do percentual dos lucros para a prefeitura por entender que isso coloca as empresas em situação de risco, numa época em que o futuro da distribuidora está incerto com o vencimento do contrato em junho.

            O ministro das Minas e Energia se manifestou a respeito das outorgas cujos vencimentos estão previstos para 2015. Para ele, as renovações serão onerosas, ou seja, as distribuidoras terão que pagar muitos milhões para continuar explorando o serviço.

SEM VOLTA

            A atitude dos vereadores de oposição em deixar o plenário na sessão de ontem, quando foi colocado em votação requerimento cumprimentando o ex-deputado Geraldo Thadeu pela sua nomeação para cargo do governo mineiro em Brasília, deixou claro que o rompimento do grupo que lançou o ex-deputado e ex-prefeito na política é prá valer e sem volta.

            O mais interessante é que o requerimento é de autoria do vereador e líder da bancada do prefeito, Paulo Tadeu, no passado, um dos críticos mais ferozes contra o ex-deputado.

            A atitude da bancada oposicionista deixa claro que o PSD de Geraldo terá que se contentar em permanecer como mero coadjuvante do governo petista inclusive na eleição de 2016.

MORADORES APREENSIVOS

            Nos cafés e esquinas da cidade o assunto ainda é o assalto cinematográfico no condomínio de luxo Campo da Cachoeira, às margens da Represa Bortolan, surpreendendo os moradores que passaram a não se sentir seguros em suas casas.

            A polícia considera um trabalho profissional o crime pelos detalhes do planejamento e pela escolha das casas, onde reside um escrevente de cartório, um comerciante proprietário de ótica no centro e um publicitário que trabalha com mídia alternativa.

            Os condôminos estudam junto com a administração do condomínio medidas para reforçar a segurança tanto pelo lado da represa como pelo local onde os bandidos tiveram acesso.

            Enquanto isso a polícia investiga levantando detalhes do assalto para chegar até a quadrilha.

BENS INDISPONÍVEIS

            Ainda sobre os bochichos que correm no pedaço da gorjeta, ontem o ti-ti-ti envolvia os ex-diretores da Codemig, empresa estatal mineira, proprietária do Pálace Casino, Pálace Hotel e Thermas Antonio Carlos. Segundo informações, todos seus ex-diretores estão com os bens pessoais indisponíveis e até os cartões de crédito foram bloqueados.

            A medida diz respeito a denúncia de irregularidades nas obras de reforma e revitalização das Thermas Antonio Carlos, onde o Ministério Público denunciou superfaturamento.

PRIVATIZAÇÃO

            Por falar nos serviços termais, a administração está na contramão de uma gestão competente quando o prefeito sinaliza que pretende continuar explorando um serviço que só tem dado prejuízo, com pouca chance de reversão no quadro.

            Uma visão mais realista e profissional na gestão do dinheiro público seria a devolução dos balneários para a estatal, além de privatizar o teleférico, outro equipamento que apresenta lucro ilusório e que em mãos da iniciativa privada poderia render um bom dinheiro para a prefeitura, sem nenhum risco e sem as amarras do poder público.

            Além do teleférico, seria bom pensar na privatização da Rádio Libertas que não é uma emissora educativa como muitos pensam. Sua concessão é anterior a este tipo de emissora e a rádio possui o mesmo direito de qualquer outra em mãos de terceiros. É uma emissora comercial, com direito a ser explorada comercialmente.

            Foi uma das primeiras concessões em Frequência Modulada liberada pelo governo federal. Basta analisar a documentação da emissora para comprovar que se trata de uma emissora comum, como as demais.



Escrito por Blog do Polli às 05h59
[] [envie esta mensagem] []


 
  

PRESIDENTE QUER SE LIVRAR DO VOTO DE MINERVA

            Já prevendo que poderá ser colocada entre a cruz e a caldeirinha, caso o projeto substitutivo que altera dispositivos da lei do DME vá a plenário, a presidente da Câmara Municipal, Regina Cioffi, articula para que isso não aconteça.

            O placar de momento na votação indica empate por sete votos, o que leva a presidente a parada a favor ou contra as mudanças. Como existe compromisso dela com seus colegas de partido de votar contra as alterações e ao mesmo tempo, deve obrigação ao executivo que a indicou para a presidência, Regina não deseja se queimar com nenhum dos dois lados.

            Pensando nisso a presidente se reuniu com o Procurador Geral do Município, Dalmo Luiz Romie da Silveira, para tratar do assunto e ser informada dos detalhes da liminar concedida pela justiça que considerou inconstitucional a obrigatoriedade de dois terços para a votação do projeto.

            Levou para a reunião o vereador Paulo Eustáquio, seu vice, e os demais componentes da mesa diretora. Paulo é o único integrante da mesa que é declaradamente contra a proposta, que entre outras coisas aumenta o repasse do lucro das empresas para a prefeitura.

            A intenção em se reunir acompanhada com o Procurador foi constranger o vice, tentando fazê-lo mudar de posição. Não deu certo.

TIAGUINHO É O RELATOR

            Para descontentamento do presidente da comissão de justiça, através de sorteio a escolha do relator do projeto que propõe mudanças na lei do DME ficou com o oposicionista Tiago Cavelagna, que já se manifestou ser contrário as mudanças propostas pelo executivo.

            Paulo Tadeu, presidente da comissão bem que tentou indicar o relator, mas acabou sendo voto vencido e o oposicionista levou a melhor no sorteio.

CRESCE A LISTA

            Aumenta a cada dia nomes que se dispõe a disputar uma vaga na Câmara Municipal na eleição do próximo ano. Albert Mareca, secretário de esportes confirmou para a cúpula do PMDB que colocará seu nome a disposição do partido para compor a chapa de candidatos à vereança.

            Entra na lista daqueles que devem figurar como os mais votados, ao lado de Paulinho Courominas, Teresa Navarro, Chicão da Cohab, Diney Lenon, Zequnha Muniz e outros. Tereza Navarro esteve ontem no cartório eleitoral colocando sua situação em dia para concorrer em 2016.

            Algumas pessoas, principalmente os empresários, defendem a candidatura da presidente do conselho de consumidores do DME, Arlene Mareca, que tem se revelado uma batalhadora em defesa dos interesses da população junto ao setor elétrico.

            Como é irmã de Albert, neste caso, o secretário precisaria abrir mão da disputa.

SÓ CONVERSA

            A Secretaria de Serviços Públicos distribuiu panfletos informando que a coleta de material reciclável seria retomada no início deste mês nos bairros da zona oeste.

            As donas de casa confiaram na promessa feita pelo secretário (por escrito), mas perderam tempo já que estamos nos aproximando do final do mês e o caminhão da coleta até agora neca de pitibiriba.

FALTA DE CONSIDERAÇÃO

            Por falar no secretário, a falta de consideração com os frequentadores do mercado municipal, principalmente turistas, continua. Faz mais de um ano que os sanitários no prédio do restaurante popular permanecem fechados para reforma.

            Como o serviço terminou existe a promessa da administração de reabrir o restaurante nos próximos dias. Enquanto isso, a secretaria que administra os sanitários libera o local ao público apenas aos sábados, por causa da feira livre. Se a reforma terminou e os sanitários estão em condições de serem utilizados, porque não liberá-lo em definitivo a semana inteira?

            Enquanto isso não acontece os funcionários e proprietários das bancas são obrigados a dividir seus minúsculos banheiros com os clientes. E ainda tem que aguentar a fiscalização do Ministério do Trabalho ameaçando multar os condôminos por falta de sanitários exclusivos para os funcionários.



Escrito por Blog do Polli às 06h43
[] [envie esta mensagem] []


 
  

ILUSTRAÇÃO EQUIVOCADA

            A prefeitura já iniciou a entrega dos carnês do IPTU aos proprietários de imóveis. Como ilustrações na capa e contracapa uma foto das Thermas Antonio Carlos e outra da Escola Municipal Dr. João Monteiro.

            A intenção pelo visto foi homenagear o ex-presidente do PT, perdendo a administração boa oportunidade para mostrar aos contribuintes onde e como estão sendo aplicados os recursos arrecadados com o imposto.

EQUIPE FORMADA

Através da portaria 22/2015, a Secretária de Administração, Maria Luisa Untura Carneiro Santiago, nomeou os membros que irão compor a equipe técnica que julgará as propostas apresentadas no Pregão 009/2015, que trata da contratação de empresa especializada na prestação de serviços de locação de sistemas de informática para a modernização da Administração Tributária Municipal, com a finalidade de controlar a arrecadação e gerir o ISSQN, incluindo implantação do sistema, treinamento e licenciamento do uso.

Compõem a equipe técnica: Antonio Eduardo Neves de Moura, Paulo Roberto Barbosa e Valéria Poloniato de Oliveira. O primeiro pregão para este mesmo tipo de contratação foi cancelado. Tem gente acompanhando esta licitação com lupa.

MULTAS ILEGAIS?

            O vereador Luiz Carlos Pena e Silva (Lical), que integra a bancada do prefeito na Câmara, está questionando a administração por estar aplicando multas de trânsito, com foco nos veículos cujas cargas ultrapassam o peso permitido por lei para trafegar no perímetro urbano.

            Segundo Lical, as multas podem ser consideradas ilegais por terem sido aplicadas por guardas municipais que não reúne a qualificação necessária para este tipo de atividade.

            O vereador justifica sua preocupação dizendo que embora tenha sido realizado concurso para a contratação de agentes de trânsito, as multas estão sendo aplicadas por guardas cuja função específica, segundo a lei orgânica é apenas a guarda do patrimônio público municipal.

VAI LONGE

            A presidente do sindicato dos servidores municipais esteve ontem participando do programa Canal Aberto, da TV Poços. Falando sobre o projeto de lei encaminhado ao legislativo sobre a mudança do regime do funcionalismo para estatutário, o líder sindical afirmou que se trata de uma discussão que ainda via muito longe com muitos pontos a serem debatidos com a classe.

NOVA SECRETARIA

            Na sessão ordinária desta terça-feira, os vereadores devem aprovar a criação da Secretaria de Cultura, desvinculando o setor do turismo. Trata-se de medida que vai acarretar mais despesas para a administração quando o certo seria transferi-la para o setor de Educação.



Escrito por Blog do Polli às 06h43
[] [envie esta mensagem] []


 
  

PROMESSAS RENOVADAS

            O prefeito Eloisio está no seu penúltimo ano de mandato e como a prefeitura continua numa pindaíba danada, alimenta a esperança de conseguir ajuda externa para realizar as obras que a população reivindica. Nos dois primeiros anos do seu governo elas ficaram apenas nas promessas, quer seja da amiga Dilma que considera nosso alcaide a quarta “maravilha” de Poços ou do ex-governador Anastasia que prometeu muito, mas não realizou quase nada, deixou para trás o hospital do câncer, centro de convenções, presídio e uma série de outras coisas que caberia ao governo do Estado financiar.

            Como a cidade não conta mais com deputado para representa-la na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa, o prefeito anda gastando a sola do sapato, correndo atrás, pessoalmente, dos recursos prometidos. Depois de viajar a Belo Horizonte, e visitar várias secretarias, engatou marcha e foi a Brasília onde repetiu a dose junto aos ministérios, acompanhado do chefe do escritório mineiro na capital federal, Geraldo Thadeu.

            Retornou a Poços de Caldas e nem se deu ao trabalho de convocar uma nova coletiva com a imprensa, tão a gosto da atual administração, talvez porque tenha retornado com a mala cheia de velhas promessas.

            Na capital mineira o secretário estadual de saúde prometeu ao prefeito estudar uma possível ajuda de R$ 3 milhões para compra de remédios para a Santa Casa. No setor de segurança, recebeu a informação da vinda do comandante dos bombeiros para estudar a possibilidade de implantar aqui um Batalhão. Outra promessa na área de segurança é da liberação de recursos para a compra e instalação de um sistema de vigilância através de câmeras, como parte do programa denominado “Olho Vivo”.

            Aproveitou para lembrar ao diretor de infraestrutura uma antiga promessa do governo tucano que é a ampliação do aeroporto. Foi informado que no próximo dia 25 haverá uma reunião para tratar dos aeroportos regionais.

            Para não perder a viagem passou no gabinete do Secretário de Governo, Odair Cunha, com quem debateu a prometida construção do centro de convenções, além da possibilidade da vinda de novas indústrias e a reforma do asfalto na Rodovia do Contorno, inclusive implantação da terceira via em alguns trechos.

            Em Brasília o prefeito esteve com o secretário do Ministério das Cidades Elton Santa Fé Zacarias. Foi informado que até o final deste mês deverá estar formatada a nova fase do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, incluindo famílias com novas faixas de renda. Nesse projeto pretende incluir o anunciado conjunto habitacional Morada do Sol, com 900 unidades. Ouviu também a promessa de novos estudos para liberação de recursos para obras de infraestrutura (aquele do PAC de R$ 74 milhões, prometidos pela Dilma em 2013).

            No ministério de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, Eloisio reivindicou a ampliação da UEMG (Universidade Estadual de Minas Gerais), núcleo de Poços de Caldas.

            No Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), Eloisio foi recebido pelo coordenador do patrimônio ferroviário, José Luis de Oliveira, onde tratou da reativação do trem turístico.

            Sem deputado, Eloisio está fazendo a sua parte, correndo atrás do prejuízo. O problema é que tanto em BH como em Brasília, tudo continua na base das promessas... e de promessas, político não sobrevive.

            Só para registro. Na semana que passou o ministro Gilberto Kassab esteve em São João da Boa Vista onde liberou a construção de 500 casas populares.



Escrito por Blog do Polli às 06h40
[] [envie esta mensagem] []


 
  

O torcedor de Poços de Caldas pode comemorar. A Caldense não só garantiu com antecipação a sua vaga na Série D do Campeonato Brasileiro como neste domingo também garantiu matematicamente a sua vaga nas semifinais do Campeonato Mineiro. Com a vitória de 1 a 0 fora de casa contra a URT e a derrota do América-MG por 2 a 0 para o Cruzeiro, a Veterana ficará com pelo menos uma da quatro vagas das finais.

A classificação já está garantida já que o Tombense, 4º colocado com 16 pontos e o América-MG, 5º colocado com a mesma pontuação, têm mais duas partidas a fazer. No entanto, uma delas acontece com o confronto direto entre eles no próximo domingo. Mesmo que os dois times vençam seus jogos na última rodada, um deles ficará atrás da Veterana.

Já garantida, a Caldense terá agora que tentar vencer as duas partidas que lhe restam para conseguir ficar no mínimo em 2º lugar na tabela e assim ter a vantagem de decidir em casa o confronto da semifinal. O próximo desafio é o clássico sulmineiro contra o Boa Esporte no domingo, em Poços de Caldas. A equipe de Varginha precisa da vitória para se afastar do risco do rebaixamento.

INCONSTITUCIONAL

            A esperança do executivo em aprovar o projeto que altera dispositivos na lei do DME, permitindo a elevação no repasse dos lucros das empresas para a prefeitura. reacendeu com a expedição de uma decisão da justiça considerando inconstitucional a exigência de dois terços para aprovação das mudanças.

            Na sexta-feira, o vereador Paulo Eustáquio espumava pelas orelhas com raiva da chamada ADIN (Ação de Inconstitucionalidade) impetrada pela Procuradoria do município para derrubar a exigência, o maior entrave na aprovação do projeto já que seriam necessários dez votos favoráveis as mudanças.

            Pela contagem atual, considerando o voto contrário do vereador Paulo Eustáquio, caso o projeto vá a plenário, o resultado seria o empate, cabendo a presidente Regina Cioffi o voto de minerva. A vereadora se diz contra as alterações, mas como foi eleita presidente com apoio do executivo, seu voto pela aprovação é praticamente certo.

ENCRENCA À VISTA

            O ex-deputado Alexandre Silveira, que foi Secretário de Saúde do Estado por um período e depois coordenou a primeira etapa da campanha do candidato Pimenta da Veiga a governador sendo um dos culpados pela derrota, continua esperneando contra a adesão do PSD ao governo de Fernando Pimentel.

            Como suplente do senador Antonio Anastasia, torce para que o ex-governador se afaste do cargo para assumir o seu lugar, mas enquanto isso não ocorre, azucrina seus companheiros de partido dizendo que será contra qualquer tentativa de aproximação com o PT, tendo recusado até mesmo um cargo no Ministério das Cidades. Como foi substituído na presidência do PSD em Minas, por Geraldo Thadeu, deve se constituir em uma pedra no sapato do ex-deputado.



Escrito por Blog do Polli às 06h40
[] [envie esta mensagem] []


 
  

DME: RENOVAÇÃO SERÁ ONEROSA

                        O blog já havia antecipado a notícia, mas o Ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, confirmou, na tarde da última quinta-feira que o governo ainda não decidiu o modelo para a renovação das concessões de distribuição de energia, mas garante que vai cobrar pelas outorgas das empresas interessadas em se manter no negócio.

            A notícia não é das melhores para os consumidores locais já que a concessão do Departamento Municipal de Eletricidade-Distribuidora vence no próximo mês de junho.

            A situação preocupa ainda mais porque o pagamento pela nova outorga deverá ser de muitos milhões e este custo será repassado aos consumidores num prazo talvez de quatro anos, considerado muito curto. Se for confirmado poderá levar o custo da energia em Poços de Caldas a um reajuste estratosférico, somado com os aumentos já em vigor e outros programados para ocorrer até o mês de outubro.

            “Estamos na fase de discutir a proposta com representantes das distribuidoras para ter a visão deles sobre o assunto”, disse o ministro informando que ainda não existe definição do valor que será exigido pela nova etapa da concessão ou como isso será pago pelas companhias.

            Para renovar as renovações o governo exigirá que as empresas cumpram metas de qualidade e de investimentos, planejadas para um período de cinco anos. A agência reguladora, a Aneel, deverá fazer medições anuais seguindo os novos critérios de qualidade e estabelecer penalidades para as companhias que não cumprirem as obrigações.

            A informação complica também a intenção da atual administração em elevar o repasse do porcentual do lucro da empresa para a prefeitura, conforme projeto que tramita no legislativo. Com a obrigatoriedade de novos investimentos, a distribuidora terá que utilizar recursos próprios para isso. Segundo palavras do ministro, as novas exigências, se não forem cumpridas podem resultar até na cassação da outorga.

O presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Eletrica, Nelson Leite, considera pertinentes as exigências de qualidade, mas lembra que é preciso definir prazo para que as empresas possam se adequar aos níveis desejados. "Exigência de qualidade e de plano de investimento faz sentido dentro de um contexto de sustentabilidade econômico- financeira", pondera o executivo. Leite argumenta que é preciso dar condições tarifárias para que as concessionárias possam fazer os investimentos necessários.

 

Em relação ao pagamento pelas concessões, o presidente da Abradee diz não ver sentido na medida defendida pela área econômica, que considera a renovação uma oportunidade para reforçar o caixa do Tesouro com mais uma fonte de arrecadação. "Eu não consigo ver como fazer essa cobrança, porque todo o ganho de eficiência das distribuidoras é capturado para a modicidade tarifária. Se você tiver que pagar pela outorga, vai repassar isso para a tarifa", pondera o executivo. A única situação que Leite considera passível de gerar novos recursos é a venda do controle societário ou de parte das empresas de distribuição do grupo Eletrobras, do qual o Tesouro é o acionista.

            A determinação do governo joga mais luz no setor de energia e deve provocar muita discussão. Para o ex-diretor do DME, eng. Cicero Machado de Morais, a cobrança pela outorga se for diluída num curto prazo resultará numa condição insustentável para os consumidores.

EM DISCUSSÃO O NOVO REGIME DO FUNCIONALISMO

            Os vereadores e o sindicato dos servidores municipais terão muito a discutir nos próximos dias com análise da proposta do executivo de manter em vigor no funcionalismo municipal dois regimes jurídicos, celetista e estatutário.

            Os servidores já podem ter acesso as regras para a implantação do regime celetista, podendo optar pelo novo ou permanecer no regime atual. A opção não vale para os aposentados que terão que continuarão regidos pela CLT.

            As discussões foram intensificadas ontem com o acesso ao projeto e pelo que ouvimos no meio do funcionalismo, a proposta do novo regime não está convencendo a maioria dos servidores que temem a mudança pelos poucos benefícios que ele apresenta.



Escrito por Blog do Polli às 06h29
[] [envie esta mensagem] []


 
  

POLÊMICA À VISTA

            A locação dos equipamentos para vigilância eletrônica que estão sendo instalados nas avenidas João Pinheiro e Mansur Frayha devem gerar polêmica segundo comentários de bastidores no legislativo.

            Os vereadores Paulo Eustáquio e Lical apresentaram requerimento solicitando uma série de informações a respeito da contratação feita pela prefeitura da empresa que vai operar os radares porque surgiram rumores de que algumas irregularidades teriam sido cometidas na escolha da empresa.

            Na quinta-feira, um fotógrafo ligado a Polícia Militar esteve na Câmara e se reuniu a porta fechada com a presidente Regina Cioffi e o vereador Lical. Segundo comentários, ele seria portador de acusações contra um secretário envolvido na transação.

SEM SEGURANÇA

            O assalto cinematográfico no condomínio de luxo Campo da Cachoeira, às margens da represa Bortolan, mostra que nem mesmo os condomínios fechados, com vigilantes e câmeras de segurança estão a salvo da bandidagem.

            Definitivamente, Poços de Caldas não é mais aquela estância onde todos se sentiam seguros, podendo caminhar pelas ruas com tranquilidade até mesmo altas horas da noite. Hoje nem em casa, com todo sistema de vigilância dá para se sentir em segurança.

            A coisa tá feia.

CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

            Depois do contrato firmado com uma empresa de engenharia, os vereadores de oposição agora estão de olho na contratação de profissionais de engenharia em caráter temporário que vindos de fora teriam a incumbência de acompanhar alguns projetos que aguardam aprovação no setor de planejamento.

            A informação foi prestada por um profissional que ao entregar seu currículo para avaliação foi informado que a vaga já estava preenchida por um colega de outra cidade.

PODA RADICAL

            Após a denúncia feita pelo programa Plantão 47, da TV Plan, que os arbustos ao longo da avenida João Pinheiro, estava servindo como dormitório para moradores de rua, a secretaria de serviços públicos decidiu fazer uma poda mais radical para acabar com os “esconderijos”.

            A Secretaria de Promoção Social poderia colaborar retirando das ruas os pedintes que cada vez em maior número, azucrinam a vida dos motoristas e pedestres, principalmente turistas.



Escrito por Blog do Polli às 06h28
[] [envie esta mensagem] []


 
  

NOTA FISCAL PREMIADA

            Está em tramitação na Câmara de Vereadores proposta encaminhada pelo executivo que cria o Programa de Incentivo e Estímulo ao Recolhimento de Tributos, a “Nota Fiscal Premiada ISS/IPTU”, que tem como objetivo incentivar os consumidores a pedir nota fiscal de serviços e com elas concorrer a prêmios, além de desconto no pagamento do IPTU.

            O objetivo final, segundo informação do prefeito Eloisio Lourenço é criar algo parecido com o que fazem as prefeituras das cidades de Campinas, São Paulo e Belo Horizonte.

            O projeto do executivo poços-caldense não deixa de ser interessante como ferramenta a ser utilizada para aumentar a arrecadação municipal no que diz respeito ao Imposto Sobre Serviços.

            Embora a maioria dos hóspedes paguem suas hospedagens nos hotéis com cartão de crédito, o que inibe a sonegação, outra sugestão ao prefeito seria premiar o público externo, formado pelos turistas, mediante a nota fiscal a ser exigida por eles, não só dos hotéis, mas também de outros tipos de serviço utilizado na cidade, como restaurantes, lanchonetes etc.

            A nota fiscal solicitada pelos visitantes, após ser identificada com nome, endereço e telefone, seria depositada em urnas espalhadas pela cidade, para que ao final do ano ele também concorra a prêmios destinados apenas aos visitantes.

 

EM BRASÍLIA

            Tentando descolar ajuda do governo federal para obras na cidade, Eloisio Lourenço esteve em Brasília nesta quinta-feira, onde acompanhado do ex-deputado, atualmente chefe do escritório de Minas na capital federal, Geraldo Thadeu, percorreu alguns ministérios, entre eles o das Cidades e Turismo onde recebeu promessa de ajuda para a construção de um conjunto habitacional e recurso para realização de obras no setor de mobilidade urbana e turismo.

            Mas, como o governo está fazendo caixa, a ajuda ainda deve demorar alguns meses.

SEM NOVIDADE

            O Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv) realizou sua primeira assembleia geral para discutir a pauta de reivindicações para o acordo coletivo 2015/2016, trazendo poucas novidades naquilo que pretende reivindicar da chefia do executivo.

            A pauta reivindica além do repasse da inflação já autorizado pelo legislativo (6,23%) mais 10% de ganho real, reajuste que não deve ser atendido pela administração. Outro pedido diz respeito a extensão do vale-refeição, oferecido aos funcionários do DMAE (R$ 23) para todos os servidores da prefeitura, que igualmente deve ser recusado.

            No tocante aos esclarecimentos sobre o prometido conjunto habitacional popular para os servidores, a diretoria do sindicato informou que a área escolhida para a construção foi recusada pelo prefeito, estando em estudo outra área na zona oeste.

            Sugeriu aos servidores que se inscrevam no Plano Habitacional da prefeitura, lançado em 2014, que até o momento não saiu do papel. Caso venha a ser concretizado, os servidores terão que disputar com as milhares de famílias inscritas o direito a casa própria.

RUÍDO CONTRÁRIO

            Embora não exista nada de concreto, mas apenas conversas de bastidores, os servidores, em sua grande maioria, não concordam com a ideia de transferir seus planos de saúde (UNIMED/CLIMEPE), para o hospital da Santa Casa, como vem sendo propalado por alguns integrantes da administração e até mesmo por vereadores. Segundo eles, o melhor caminho para continuar desfrutando de bom atendimento é permanecer atrelado aos planos de saúde.

            A sugestão surgiu diante da crise financeira por que passa o hospital e neste caso, o IASM – Instituto de Assistência aos Servidores Municipais – firmaria contrato com a Santa Casa, deixando de pagar os planos contratados.

REFORMA

            Para fazer justiça vale registrar que a divisão de parques e jardins, por determinação do secretário Zéquinha Muniz está substituindo a grama da Praça Pedro Sanches e deve também revitalizar os jardins, retirando as pragas que tomaram conta dos canteiros.

            A reforma do coreto já foi uma melhora. (foto bela-vista-galeria).

EM BRUMADINHO

            Segundo informação de um engenheiro da secretaria de obras, a empresa contratada pela prefeitura para elaborar projetos de engenharia e arquitetura e fiscalizar obras públicas, tem sede na cidade de Brumadinho, embora seu endereço no contrato conste como sendo em Nova Lima, na grande BH, coincidentemente no mesmo local onde funciona a FFX, empresa de limpeza pública contratada sem licitação no início de 2013.

            O contrato com a empresa de engenharia e arquitetura tem o valor de R$ 5,7 milhões e foi realizado por Ata de Adesão, sistema conhecido como “contrato de carona”, ou seja, é uma cópia de contrato celebrado com a mesma empresa com a prefeitura de Mariana.

            O assunto deve render muito pano prá manga já que não se entende o porquê de tantas voltas para um serviço que poderia ser executado gratuitamente pelos engenheiros da própria prefeitura.

DEMITIDO

Conforme estava previsto, Benedito Bernardes Domingos, que ocupava o cargo de Assessor de Defesa Civil desde o início da administração foi exonerado do cargo pelo prefeito Eloisio Lourenço.

RODAPÉ

Na Jovem Pan: Dilma está mais perdida que o Lula em uma biblioteca.



Escrito por Blog do Polli às 06h41
[] [envie esta mensagem] []


 
  

ANEEL CONTINUARÁ OUVINDO CONSUMIDORES

            Um malentendido gerou confusão entre representantes do Conselho de Consumidores dos Reajustes Tarifários das distribuidoras de energia elétrica e a Aneel e deixou dúvidas quanto ao fato de a agência reguladora continuar ouvindo os consumidores antes de se pronunciar a respeito dos reajustes solicitado pelas concessionárias.

            O fato resultou em um ofício endereçado pela presidente do Conselho dos Consumidores da DME-D, Arlene Mareca, ao diretor geral da Agência Nacional de Energia Elétrica, Romeu Donizete Rufino.

            No ofício, Arlene relata que ficou “indignada” com a retirada dos conselhos na discussão dos reajustes tarifários, e lembra que quando esteve presente em uma reunião entre a diretoria da agência com ela e o seu vice-presidente, Cicero Machado de Morais, ouviu vários elogios do diretor a atuação do conselho em defesa dos consumidores da distribuidora de Poços. Mas, diz Arlene, “ficou surpresa com a notícia de que os conselhos deixariam de ser ouvidos, conforme dito na Audiência Pública 59, realizada pela Aneel”.

            Em atenção ao ofício da presidente do Conselho da DME-D, que representa todos os consumidores de Poços de Caldas, o diretor respondeu que entende ter havido um grande equívoco nesse assunto, “o que foi comentado foi apenas para avaliar a retirada da obrigatoriedade do pedido do IRT por parte da concessionária, pois esse pedido não estava agregando valor ao processo”.

            Segundo Rufino, “nunca foi a intenção reduzir o nível de envolvimento do Conselho no assunto, ao contrário, o nosso interesse é aumentar esse envolvimento”.

PEDIDO DE REAJUSTE NÃO SERÀ DIVULGADO ANTES

A Agência Nacional de Energia Elétrica decidiu não divulgar o pleito de reajuste tarifário das concessionárias e das cooperativas de eletrificação rural, para não provocar ruídos com a apresentação antecipada de números que ainda não são definitivos.

Os dados considerados no cálculo do reajuste ficarão disponíveis aos conselhos de consumidores das empresas, para que eles possam ter mais tempo para contribuir com o processo.

A alteração na dinâmica de definição dos índices de reajuste anual foi aprovada pela agência nesta terça-feira, 17 de março. A Aneel revisou os Submódulos 3.1, 8.2 e 10.2 dos Procedimentos de Regulação Tarifária, que regulamentam o trâmite dos processos.

A mudança aperfeiçoa também aspectos como o acesso prévio das distribuidoras a informações constantes do banco de dados da agência para ajustes e correções. O prazo para apresentação das propostas das distribuidoras 30 dias antes da aprovação do reajuste não foi eliminado pela Aneel. A agência argumenta que pretende evitar a publicidade de um dado que ainda vai ser modificado no processo de cálculo, pela atualização de informações como a variação do dólar e do índice de inflação, por exemplo.

“Esse pleito, na verdade, vinha muito mais perturbando que ajudando o processo”, ponderou o diretor-geral da agência, Romeu Rufino, na discussão que a diretoria fez antes de retirar o processo de pauta na terça-feira passada, 10 de março. Rufino lembrou que as distribuidoras acabam enviando novos dados no decorrer do processo, o que altera o cálculo inicial.

O diretor reforçou que não haverá prejuízo para os consumidores, porque a informação vai ser recebida a tempo e de maneira mais detalhada pelos conselhos. Assim como as empresas, os representantes dos consumidores terão acesso à memória de cálculo antes da homologação do reajuste pela diretoria.



Escrito por Blog do Polli às 06h58
[] [envie esta mensagem] []


 
  

DIRETO AO PONTO

            Após debate em plenário na sessão ordinária da última terça-feira, numa atitude de bom senso e atendendo sugestão do vereador Antonio Carlos Pereira, o líder da bancada da situação, Paulo Tadeu, decidiu pela retirada de requerimento onde sugeria a contratação de empresa de consultoria para elaborar alterações na lei que regulamenta a aprovação de projetos pela Secretaria de Planejamento.

            A solução encontrada foi os próprios vereadores, com ajuda da assessoria técnica do legislativo propor alterações que permita maior agilidade no setor que vem sendo alvo de reclamações devido a demora na aprovação dos projetos para construção ou reforma de imóveis, bem como alvarás para habite-se.

            Como caixa de ressonância da sociedade, a preocupação dos vereadores tem razão de ser, mas se estiverem mesmo dispostos a solucionar os problemas propondo alterações nas normas que regulam o setor, o melhor caminho seria reunir-se com quem tem a responsabilidade de analisar e aprovar os projetos.

            Este seria um bom caminho para entender as dificuldades dos engenheiros que trabalham no setor e conhecer os obstáculos que enfrentam para agilizar as análises, uma parte deles por conta de regras impostas erroneamente pela desastrada arquiteta Gina Beatriz Rende, cuja passagem pela secretaria, embora curta, foi desastrada.

            Na mesma sessão, o vereador Paulo Eustáquio denunciou o fato de que a falta de combustível na prefeitura chegou a tal ponto que alguns os motoristas chegam a pagar do próprio bolso algumas vezes para utilizar os veículos oficiais.

            O problema atravanca também o serviço dos fiscais da Seplan, uma vez que a cota de combustível para o veículo utilizado por eles dura no máximo dois dias por semana.

            Os vereadores Paulo Tadeu, Tiago Cavelagna e Antonio Carlos Pereira, que discutiram o tema podem colaborar com a administração e principalmente com seus eleitores indo direto ao ponto se iniciar as propostas de alteração na lei ouvindo quem realmente vive as dificuldades no dia-a-dia daquela secretaria.

            E o comando da administração poderia ajudar, nomeando para o cargo de secretário um profissional da área e não mantendo um interino que por acúmulo de função, além de dedicar pouco tempo a secretaria, possui formação em direito e não entende bulhufas de arquitetura ou engenharia.

TERRA ESTRANHA

            O sub-secretário de obras, dia desses confidenciou a um colega as dificuldades que está enfrentando em Poços para implantar seu sistema de trabalho, a começar pela discordância de alguns pontos de vista com o titular da secretaria, Aldo Foltz Hanser.

            Vindo de Pouso Alegre e acostumado com o dia-a-dia da prefeitura na vizinha cidade, disse que estranha também a vigilância que vem sofrendo e até mesmo boicote por parte de alguns empreiteiros, aliado ao denuncismo da imprensa e a vontade de alguns vereadores de oposição em permanecer na mídia.

SEM GÁS

            Com a entrega dos carnês do IPTU e o consequente pagamento do imposto por parte dos contribuintes, a crise financeira por que passa a prefeitura será aliviada, pelo menos por um período, suficiente para atender os compromissos mais urgentes com fornecedores e prestadores de serviço.

            A situação está ficando insustentável e alguns fornecedores, em consequência do atraso no pagamento estão deixando de vender para a prefeitura, caso do fornecedor de gás de cozinha e material de limpeza.

            Ontem uma coordenadora de creche denunciou a falta de gás e material de limpeza no programa Canal Aberto da TV Poços. Segundo ela, o problema ocorre em pelo menos outras quatro unidades de educação infantil.

IDAS & VINDAS

            Pelo que se tem notado a paz voltou a reinar entre o chefe do executivo e o vereador Flávio Faria que já não fala mais em deixar o partido e tem sido prestigiado pela administração nas suas reivindicações.

            Na última sessão do legislativo foi aprovada a doação de uma área para a Associação dos Moradores do Córrego D’antas (Assodantas), graças a intermediação do vereador junto ao executivo onde voltou a desfrutar de bom relacionamento e está “com muito cartaz”, segundo reconheceu seu próprio colega Paulo Eustáquio. Flávio ainda teve atendido pela administração, pedido para que os postos de saúde da zona rural passem por reforma.

            A movimentação do vereador leva a conclusão de que ele está sendo preparado como Plano B do partido caso a emenda que acaba com a reeleição para os prefeitos seja aprovada na proposta de reforma política, ou pode ainda ser indicado para vice na hipótese de Eloisio tentar a reeleição.

            Nesta segunda hipótese, Eloisio deixaria o cargo para se candidatar a deputado estadual e Flávio assumiria o posto. Este é um dos comentários nos bastidores petistas.



Escrito por Blog do Polli às 06h58
[] [envie esta mensagem] []


 
  

DESEMPREGO EM POÇOS

            O prefeito bem que tentou minimizar os efeitos da divulgação pela EPTV de dados do CAGED sobre a queda no número de empregos em Poços de Caldas, notícia divulgada pelo blog com exclusividade na semana passada.  Eloisio postou mensagem no facebook falando sobre o distrito industrial que segundo ele, irá gerar algo em torno de 1.500 novos empregos e anunciou o endereço de um site para onde os interessados podem endereçar seus currículos.

            Os dados da reportagem, baseada em informações do Ministério do Trabalho, aponta um saldo negativo de 282 empregos no mês de janeiro, sendo classificada em 101º. lugar entre as 110 cidades do Estado com mais de 130 mil habitantes.

            Em janeiro do ano passado a cidade teve um saldo positivo de 233 novos postos de trabalho.  

PREPAREM O BOLSO

            Pelo que estamos observando ao longo das avenidas João Pinheiro e Mansur Frayha, os motoristas que trafegam por estas duas vias podem preparar uma grana extra para as multas de trânsito.

            Além dos radares para medir a velocidade dos veículos, outras tantas armadilhas estão sendo instaladas nos cruzamentos para flagrar avanço de sinal, da faixa de pedestre e até conversão irregular.

            Tudo isso vai resultar em uma boa arrecadação para a prefeitura e um bom rendimento para a empresa que aluga os equipamentos, mas o prefeito vai ouvir muitas reclamações.

SURPREENDEU

            Participantes e organizadores das manifestações do domingo em Poços estão discutindo qual das duas passeatas reuniu maior número de pessoas. A verdade é que as duas surpreenderam pelo número de manifestantes que atenderam ao chamado e foram para as ruas.

            A surpresa foi pelo fato de Poços de Caldas não possuir tradição de reunir grande público em manifestações, seja ela por qualquer motivo. Alguns analistas estão ligando o sucesso de público no protesto ao descontentamento também com a administração que tal como o governo federal, não vive os seus melhores dias.

MAIS UMA

            Nesta fase em que o PT anda sob suspeita, está provocando zumzum interno o edital 009/2015, destinado a contratação de empresa para serviço de informática na área tributária.

            A licitação já foi cancelada uma vez.

APOIO NECESSÁRIO

            Como time sensação do campeonato mineiro, a Caldense é destaque na imprensa em todos os noticiários esportivos. A veterana conseguiu um feito histórico, estando na liderança do campeonato, na frente dos chamados grandes do futebol mineiro e já classificada para disputar a série D do campeonato nacional.

            Quanto não vale essa mídia da cidade na imprensa de todo o país?  Por se tratar de uma estância turística a cidade tem muito a ganhar com a divulgação e faz por merecer também apoio do poder público.



Escrito por Blog do Polli às 06h50
[] [envie esta mensagem] []


 
  

VALE A PENA?

            Eloisio Lourenço já manifestou a Codemig, que tem interesse em renovar o contrato para a prefeitura continuar administrando os serviços termais. A pergunta é: será que vale a pena?

            Antes de decidir pela renovação, seria aconselhável o chefe do executivo fazer uma análise detalhada sobre o assunto e principalmente analisar um balanço para verificar quais os benefícios financeiros que os balneários representam para o município. Se fizer isso chegará à conclusão de que o melhor será entregá-los a iniciativa privada ou devolvê-los a estatal mineira.

                        Segundo consta, as Termas Antonio Carlos, mesmo após a revitalização, continua às moscas. Como o diretor Antonio Cesar Mantovani foi convidado a comparecer a Câmara, esta será uma excelente oportunidade para que apresente o balanço dos últimos anos.

            O diretor poderia informar aos vereadores qual o custo para o município de manter os serviços termais, qual a receita e a despesa e principalmente o gasto com folha de pagamento, incluindo horas extras e encargos trabalhistas.

            Quando foi prefeito, Paulo Tadeu chegou a entabular negociação com o fundo de pensão Petros, para arrendamento das termas. O fundo dos funcionários da Petrobrás na época se propôs a investir um bom dinheiro tanto nos balneários como na cidade, a começar pela ampliação do aeroporto, para que a cidade se tornasse opção de lazer dos associados.

            Quem sabe ainda exista interesse do fundo na negociação, mesmo sem o hotel e o centro de convenções que constavam da transação?

SANDÁLIAS

            Como resultado de pesquisas qualitativas que indicam ser o governo de Dilma Rousseff arrogante e prepotente, a presidente, por orientação do seu guru, João Santana, ordenou a todos os ministros calçar as sandálias da humildade.

            A situação não é muito diferente do governo municipal, embora por aqui ainda não se tenha resultado de pesquisa nesse sentido. Mas, com certeza, o resultado apontaria o mesmo diagnóstico. A recomendação deveria ser dada pelo prefeito aos seus secretários, já que alguns se comportam como verdadeiros reis da cocada preta.

MANDATO DE 5 ANOS

            O PMDB apresentou ontem suas propostas para a reforma eleitoral. Uma das mais interessantes e que pode ser aprovada é o mandato de cinco anos para próximos prefeitos, para que futuramente todas as eleições sejam feitas de só vez.

            Outra medida é a extinção das eleições proporcionais, permanecendo apenas as majoritárias. Com isso os vereadores e deputados seriam eleitos numa ordem decrescente dos mais votados. No caso dos deputados esta ordem obedeceria ao critério estadual.

             Se aprovadas, as novidades devem entrar em vigor na eleição municipal de 2016.

AOS VENTOS

            O vereador Lical continua alardeando pelos corredores da Câmara que votará contra a proposta de alteração na lei do DME caso ela chegue a plenário. Jura que a sua posição é definitiva.

            Difícil é acreditar.

RODAPÉ

Uma correção, as falhas na sessão solene da Câmara de sexta-feira devem ser creditadas aos responsáveis pelo cerimonial e não a jornalista assessora de imprensa.



Escrito por Blog do Polli às 06h50
[] [envie esta mensagem] []


 
  

UMA SOLUÇÃO PARA AS CHARRETES

            Já que existe um movimento que ganha força a cada dia, para acabar com as charretes, por causa dos maus tratos aos animais, o jornal O Estado de São Paulo, trouxe ontem no seu caderno de economia, uma reportagem que pode encaminhar a solução do problema com o uso de triciclos que estão sendo fabricados em Manaus e que são muito utilizados em países como a China. Peru e Índia.

            A Motocar, responsável pela fabricação deste tipo de veículo, pretende utilizar estratégia de venda para incorporar o veículo nas cidades brasileiras, para uso no transporte de cargas e passageiros. Para que isso aconteça, a indústria através de seus representantes está entrando em contato com as prefeituras para convencer os prefeitos a autorizar a utilização deste meio de transporte no trânsito, muito mais seguro que as motocicletas.

            Aos passageiros, o veículo oferece toda segurança, já que é fechado e por isso protege do sol e da chuva, tem cinto de segurança e transporta com conforto, duas pessoas.

            A indústria pretende concorrer com as mototaxis onde o passageiro é exposto a uma série de riscos e pretende vender este ano pelo menos duas mil unidades em todo o país. Preço do triciclo: 11,5 mil com carroceria, com baú R$ 14,9 mil. As motos são de 150 e 200 cilindradas.

            Um assunto merece ser analisado pelas sociedades protetora dos animais, com apoio do poder público.

JOGO PESADO

            A administração pretende jogar pesado com os vereadores para aprovar a lei que altera o porcentual de repasse dos lucros das empresas do Grupo DME para a prefeitura. Para tanto iniciou um trabalho junto as entidades beneficentes, ameaçando com corte de verbas, além de prometer a diretoria do hospital da Santa Casa uma parte deste repasse para a manutenção do hospital.

            Segundo conversa nos bastidores do legislativo, até a diretoria da AESB – Associação das Escolas de Samba – foi intimada a pressionar os vereadores a votar favorável a proposta.

            O vereador Paulo Eustáquio disse ontem, mais uma vez, que está imune a pressão e que não mudará seu voto em hipótese alguma, votará contrário a proposta do executivo.

            Por outro lado, a assessoria jurídica da Câmara analisava ontem com muita atenção, a necessidade de a votação para aprovação da proposta exigir dois terço dos votos. A justificativa para esta exigência é que quando a lei foi elaborada e aprovada pela Câmara, foi por dois terço dos votos, portanto, para que seja feita qualquer alteração em seu texto, também serão necessários dez votos.

            Outro argumento que será utilizado pelos vereadores contrários a proposta é o ofício encaminhado aos vereadores e ao prefeito pelo Ministério Público, denunciando o prejuízo que o aumento no repasse do lucro representa para as empresas, principalmente a distribuidora que registrou no ano passado um prejuízo de R$ 35 milhões.

SUBSTITUIÇÃO

            Nada contra a jovem responsável pelo setor de imprensa da Câmara Municipal que além de atenciosa procura desempenhar sua função da melhor maneira possível, mas para desempenhar o papel de mestre de cerimônia nas sessões solenes, a mesa diretora deveria contratar um profissional com maior experiência para evitar falhas que causam constrangimento, como as registradas na sessão solene da última sexta-feira, quando até o vereador Jonei Eiras acabou esquecido na ordem das homenagens.

SEM RAIO X

            A Secretaria de Saúde precisa, com urgência, solucionar a falta de um aparelho de Raio X na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que vem ocasionando muitos problemas e utilizando ambulâncias para o vaivém de pacientes até o hospital da Santa Casa.

            As redes sociais são repletas de reclamações nesse sentido, inclusive o desabafo de uma funcionária da própria secretaria.

CANDIDATÍSSIMA

            Fonte ligada ao comando do PPS em Belo Horizonte confirmou ontem que a presidente regional do partido, Luzia Ferreira, já decidiu lançar o maior número de candidatos a prefeito possível, na eleição municipal de 2016.

            Segundo esta mesma fonte, Luzia já tem a palavra da vereadora Regina Cioffi de que ela irá disputar o cargo, devendo iniciar em breve um trabalho para criação de núcleos regionais onde assuntos temáticos serão discutidos e analisados por integrantes do partido.

            Além de Poços de Caldas, o PPS já tem garantido o lançamento de candidatura própria em Machado, com boa chance de vitória.

MAÇONARIA MARCA PRESENÇA NAS RUAS

            Pouso Alegre foi a cidade da região que registrou o maior número de participantes nas manifestações do último domingo. A novidade foi a presença da maçonaria que liderou a passeata trazendo uma faixa com o símbolo maçônico, e a frase: contra a corrupção, a favor do Brasil. Vários maçons, representantes das lojas sediadas em Poços estiveram presentes ao ato de protesto.

NERVOSISMO

            Dirigentes da construtora Camargo Correia que estão presos terminaram seus depoimentos da delação premiada. Segundo ti-ti-ti nos meios do setor elétrico em Brasília pode aparecer nestes depoimentos a figura de um engenheiro elétrico (Valter Cardeal), muito conhecido em Brasília por ser uma espécie de faz-tudo na Eletrobrás.

            Segundo conversa de bastidor, o engenheiro que é um dos “queridinhos” da presidente tem vivido a base de lexotan nos últimos dias, com medo de ser preso.

RODAPÉ

A cidade em alto astral. Caldense líder do Campeonato Mineiro, na frente de Cruzeiro e Atlético.



Escrito por Blog do Polli às 06h37
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



OUTROS SITES
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!